UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/08/2007 - 19h01

Treasuries disparam por temor com crédito e queda de ações

Por John Parry

NOVA YORK, 9 de agosto(Reuters) - Os preços dos títulos do governo norte-americano subiram com volume forte nesta quinta-feira, à medida que investidores migraram de ativos arriscados para a segurança dos Treasuries, por sinais de que os problemas no mercado de crédito se espalharam.

A redução da liquidez levou o Banco Central a injetar 94,8 bilhões de euros (130,6 bilhões de dólares) nos mercados de moeda da zona do euro, provocando queda forte em Wall Street e alta dos títulos do Tesouro norte-americano.

À medida que investidores apostam que o Federal Reserve pode adiantar o corte do juro, os Treasuries de curto prazo viram o desempenho mais forte em três anos, com os títulos de 2 anos caindo mais de 20 pontos-básicos, para perto de 4,45 por cento.

A nova emissão dos títulos de 10 anos <US10YT=RR>, vendidos em leilão na quarta-feira, foram negociados em baixa de 8 pontos-básicos no rendimento, a 4,78 por cento.

"Provavelmente o fator número um criando a forte oferta no mercado de Treasury foi o anúncio de que o BCE estava adicionando liquidez para atenuar o nervosismo", disse John Miller, chefe de gestão de recursos da Nuveen Investments, em Chicago. "A fuga para qualidade foi exarcebada pela queda do mercado acionário."

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 2,8 por cento na quinta-feira.

A curva de juro, medida pela diferença entre o rendimento do título de 10 ano e o de 2 anos, ampliou-se em cerca de 30 pontos-básicos, maior diferença desde setembro de 2005, diante da aposta de corte do juro dos Estados Unidos em um futuro próximo.

O juro futuro dos Estados Unidos subiu forte, refletindo um aumento da chance de que Fed corte o juro até setembro.

(Ellen Freilich, Lucia Mutikani e Richard Leong contribuíram para essa reportagem)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host