UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/08/2007 - 08h35

PANORAMA1-Destaque para inflação dos EUA e PIB da zona do euro

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 14 de agosto (Reuters) - Embora o grande foco do mercado continue sendo sobre a extensão dos problemas de crédito, a agenda econômica desta terça-feira conta com divulgações importantes como inflação nos EUA e PIB da zona do euro.

Na segunda-feira, os principais bancos centrais voltaram a injetar recursos no sistema financeiro para dar liquidez ao mercado, mas em menor quantidade que na sexta-feira.

Dada a crescente expectativa do mercado por um corte de juro ainda este ano nos Estados Unidos, investidores acompanharão de perto os números de inflação no atacado norte-americano [ID:nN13224341]. No último comunicado, o Federal Reserve continuou enfatizando preocupação com pressões inflacionárias.

"Um número baixo pode levar o Fed a cortar o juro mais cedo", disse Christopher Sebald, gestor de portfólio da Advantus Capital Management em St. Paul, Minnesota.

Segundo os juros futuros de curto prazo, operadores estão precificando forte chance de corte de 0,25 ponto na reunião de setembro.

No Brasil, o mercado digere o balanço da Petrobras <PETR4.SA>, divulgado na noite da véspera e que ficou pouco acima da estimativa de analistas consultados pela Reuters [ID:nN13371130].

Nesta terça-feira saem os resultados de Banco do Brasil <BBAS3.SA>, AmBev <AMBV4.SA>, Companhia Siderúrgica Nacional <CSNA3.SA>, Embraer <EMBR3.SA> e Pão de Açúcar <PCAR4.SA>. Os dois primeiros saem antes da abertura da bolsa e os três últimos depois.

O lucro da Ambev caiu para 448,7 milhões de reais no segundo trimestre. O lucro do BB declinou 30,9 por cento, para 1,068 bilhão de reais.

"O mercado doméstico deve permanecer ligado aos acontecimentos internacionais, favorecido pela fraca semana de divulgações econômicas", afirmou a economista do Unibanco Giovanna Rocca.

A agenda doméstica de dados econômicos desta terça-feira resume-se ao IGP-10, que veio acima do espero, em alta de 0,64 por cento em agosto.

Para ler a agenda do dia, clique [nN13336235]

Veja como encerraram os principais mercados na segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,943 real, em baixa de 0,46 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,7 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 0,39 por cento, a 52.434 O volume financeiro na bolsa foi de 3,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 0,89 por cento, aos 27.998 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 foi a 11,11 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 fechou a 11,30 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, para subia 0,375 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,15 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil estável a 190 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 206 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> teve desvalorização de 0,02 por cento, para 13.236 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 0,10 por cento, a 2.542 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> 0,05 por cento, para 1.452 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía a 4,77 por cento no final da tarde.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host