UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2007 - 09h10

PANORAMA1-Mercado indica mais um dia nervoso por crédito

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 16 de agosto (Reuters) - O mercado financeiro deve continar testando níveis importantes nesta quinta-feira, depois que o dólar superou 2 dólares e a Bovespa perdeu o patamar de 50 mil pontos na véspera.

O foco do mercado permanece sobre crédito e, principalmente, nas condições globais de liquidez.

O foco está nas notícias sobre a Countrywide Financial <CFC.N>, maior concessora de hipotecas dos EUA, que informou que está usando toda uma linha de financiamento de 11,5 bilhões de dólares para aumentar sua liquidez e acelerar os planos de mover os negócios de hipoteca para sua unidade Countrywide Bank.

As ações da empresa caíam mais de 17 por cento no pregão eletrônico. Na Europa, o índice FTSEurorist 300 <.FTEU3> despencava mais de 3 por cento e os futuros de Wall Street também indicavam baixa.

No Brasil, o Tesouro cancelou leilões de LTN e NTN-F citando condições de mercado. Depois do anúncio, o juro futuro mais longo subiu a 12 por cento, nível mais alto desde março.

Comentários do presidente do Federal Reserve de St. Louis, William Poole, sinalizando que um corte emergencial de juros não é necessário pesavam sobre os mercados.

Operadores especulam que o aperto do crédito poderia levar o Fed a cortar o juro na reunião de setembro.

Diante de tudo isso, as atenções sobre a divulgação de um relatório sobre construção de moradias e alvarás nos Estados Unidos deve ficar em segundo plano.

Entre as notícias corporativas, a Hewlett-Packard <HPQ.N> divulga resultado depois do fechamento do mercado, enquanto a Cosan Limited adiou a precificação de seus BDRs (Brazilian Depositary Receipts) para esta quinta-feira.

Para ler a agenda do dia, clique [nN15254949]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,031 reais, em alta de 2,27 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,14 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 3,19 por cento, a 49.285 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 18,4 bilhões de reais, inflado pelo vencimento de índice futuro.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros despencou 6,08 por cento, para 25.169 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 encerrou a 11,44 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 avançou a 11,72 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 129,3 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,28 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 5 pontos, para 202 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 222 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> perdeu 1,29 por cento, para 12.861 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 1,61 por cento, a 2.458 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> recuou 1,39 por cento, para 1.406 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento subia a 4,73 por cento no final da tarde ante 4,72 por cento na véspera.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host