UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2007 - 18h28

PANORAMA2-Mercados pisam no freio após fortes perdas no dia

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 16 de agosto (Reuters) - A tempestade nos mercados financeiros ganhou proporções de furacão nesta quinta-feira, mas perto do fechamento os mercados conseguiram brecar as perdas.

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu quase 9 por cento no pior momento e reduziu a queda para 2,6 por cento no final do pregão.

O dólar chegou a zerar a queda acumulada no ano, pisou o pé no freio e encerrou em alta de 3 por cento.

No mercado de juros futuros, a turbulência foi representada pelas taxas mais longas no patamar de 12 por cento pela primeira vez em cinco meses.

A tensão veio do agravamento das preocupações com o setor de crédito nos Estados Unidos depois que a maior concessora norte-americana de hipotecas, a Countrywide Financial <CFC.N>, precisou recorrer a uma linha de 11,5 bilhões de dólares para manter suas operações. Além disso, um indicador sobre a atividade econômica na região do Meio-Atlântico do país mostrou estagnação.

No final do dia, a recuperação de ações do setor financeiro --uma das mais afetadas pela atual turbulência-- liderou a melhora das bolsas de valores norte-americana.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,094 real, em alta de 3,10 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 4,13 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 2,58 por cento, a 48.015 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 8,4 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 4,18 por cento, aos 24.116 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) avançou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 encerrou a 12,18 por cento, após atingir a máxima de 12,55 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 129,125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,3 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil saltava 22 pontos, para 222 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 239 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 0,12 por cento, para 12.845 pontos. O Nasdaq <.IXIC> recuou 0,32 por cento, a 2.451 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> fechou em alta de 0,32 por cento, a 1.411 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento recuava a 4,70 por cento no final da tarde ante 4,73 por cento na quarta-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host