UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/09/2007 - 08h08

PANORAMA1-Mercado busca na ata pistas sobre juro brasileiro

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 13 de setembro (Reuters) - O mercado abre nesta quinta-feira digerindo a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária, que o mercado espera que dê pistas sobre os próximos passos do Banco Central.

Na reunião da semana passada, o BC decidiu por unanimidade reduzir o vigor dos cortes para 0,25 ponto e deixou, no comunicado que acompanha a decisão, a porta aberta para manter esse ritmo ou fazer uma parada.

A maioria do mercado acredita em mais um corte de 0,25 ponto na reunião do outubro, antes de uma parada em dezembro, mas alguns acham que o BC pode interromper o ciclo de afrouxamento monetário já no próximo encontro.

Os mais conservadores acreditam que a ata pode vir com tom mais duro.

"É relevante a possibilidade do corte de 0,25 ponto da reunião de setembro ter sido o último da atual série", afirmou a Modal Asset Management em relatório.

"Acreditamos que o novo patamar e volatilidade do câmbio vieram para ficar por conta de um cenário externo em deterioração, sobretudo no lado financeiro. Adicionalmente, a pressão de curto prazo na inflação deve permanecer nos próximos dois meses", complementou.

As notícias políticas devem ganhar destaques nesta sessão, depois que o plenário do Senado rejeitou o pedido de cassação do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Pouco depois da decisão do plenário, a oposição prometeu obstruir votações de interesse do governo e radicalizar contra a proposta de prorrogação da CPMF [ID:nB587560].

Nos Estados Unidos, os dados de auxílio-desemprego ganham atenção especial depois da surpresa com o relatório de emprego na última sexta-feira, que mostrou a primeira queda em quatro anos.

O dado reforçou a aposta em corte do juro norte-americano na próxima terça-feira. A questão agora é em quanto, 0,25 ponto ou 0,5 ponto.

Para ler a agenda do dia, clique [nN13465330]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,909 real, em queda de 0,83 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,313 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 0,07 por cento, a 53.882 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 0,46 por cento, aos 28.901 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 fechou a 11,49 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 foi a 11,78 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 132.938 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,78 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil declinava 3 pontos, para 206 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 233 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> baixou 0,13 por cento, para 13.291 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 0,21 por cento, a 2.592 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> fechou estável, a 1.471 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,4 por cento no final da tarde.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host