UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/09/2007 - 17h48

PANORAMA2-Mercado faz ajustes após dois dias de euforia com Fed

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 20 de setembro (Reuters) - O entusiasmo provocado pelo corte do juro nos Estados Unidos se esgotou nesta quinta-feira e, em meio à fraqueza do mercado norte-americano, os ativos brasileiros registraram queda.

A Bovespa até iniciou o dia em alta, mas os investidores deram sinais de esgotamento e embolsaram parte dos lucros das últimas sessões.

A alta do petróleo, que voltou a bater recordes, e temores de inflação nos EUA pesaram sobre os negócios e ajudaram a impulsionar as projeções de juros na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F).

Os contratos de juros foram influenciados também pelo dólar, que voltou a fechar em alta. A apatia no exterior diminuiu o fôlego dos negócios e, em um momento de menor liquidez, permitiu que a atuação de um banco de investimento no mercado futuro de câmbio determinasse a subida da moeda norte-americana.

Nos EUA, as bolsas de valores interromperam a série positiva.

"São ondas de realização de lucros e a preocupação com a queda do dólar (frente às principais moedas), que é uma reação ao corte agressivo do juro pelo Fed", disse Marc Pado, estrategista da Cantor Fitzgerald, em San Francisco.

O chairman do Fed, Ben Bernanke, procurou lembrar os investidores de que o cenário é incerto, e que o Fed continua pronto para agir se necessário para evitar a inflação. Em audiência no Congresso, ele esclareceu que o BC norte-americano cortou o juro para tentar tirar a economia do aperto de crédito.

O mercado monitorou ainda os resultados trimestrais dos bancos de investimento Goldman Sachs e Bear Stearns.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,882 real, em alta de 0,70 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,17 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa recuou 0,62 por cento, a 56.906 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,68 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 1,05 por cento, aos 31.070 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em alta na BM&F. O DI janeiro de 2010 subiu a 11,44 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 132,8 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,77 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil cedeu 11 pontos, para 166 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 188 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 0,35 por cento, para 13.766 pontos. O Nasdaq <.IXIC> perdeu 0,46 por cento, a 2.654 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> fechou em baixa de 0,67 por cento, aos 1.518 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento subia para 4,71 por cento no final da tarde ante 4,54 por cento na quarta-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host