UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/09/2007 - 17h43

PANORAMA2-Bolsas têm dia apagado e dólar rouba a cena

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 28 de setembro (Reuters) - Após os recordes da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o mercado de câmbio roubou a cena e foi o destaque de uma sexta-feira apagada para as ações. A moeda norte-americana caiu 0,49 por cento e encerrou o mês no menor nível em sete anos.

A baixa foi provocada pelo ingresso de recursos no país, que foi restaurado na semana passada pelo corte dos juros nos Estados Unidos. A desvalorização do dólar nos últimos dias garantiu a maior queda mensal desde janeiro de 2006.

O comportamento do mercado de câmbio destoou da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Os investidores não resistiram ao ritmo mais fraco de Wall Street e, após cinco altas consecutivas, aproveitaram para embolsar lucros.

O destaque da bolsa paulista nesta sessão foi a Vale do Rio Doce <VALE5.SA>. Com a valorização de quase 100 por cento das ações da mineradora no ano, ela ultrapassou a Petrobras <PETR5.SA> em valor de mercado e caminha para se tornar a empresa mais importante do mercado acionário brasileiro.

No mercado de juros, o giro de negócios mostrou fraqueza e a maioria dos contratos negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) fechou em queda.

Nos Estados Unidos, as bolsas de valores também tiveram um dia apagado, com realização de lucros. Na agenda do dia, os investidores receberam a informação de que a atividade econômica em Nova York é a mais fraca em 11 meses.

Outros dados divulgados mostraram que a confiança do consumidor ficou estável setembro, que os gastos com construção subiram 0,2 por cento em agosto --revertendo dois meses de queda-- e que a atividade empresarial no Meio-Oeste teve crescimento um pouco acima do esperado neste mês.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,835 real, em baixa de 0,49 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 3,696 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 0,96 por cento, a 60.465 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,7 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 0,55 por cento, aos 33.489 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 foi a 11,24 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 fechou a 11,33 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, operava estável, a 133,750 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,6 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 1 ponto, para 177 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 202 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> declinou 0,12 por cento, para 13.895 pontos. O Nasdaq <.IXIC> baixou 0,30 por cento, a 2.701 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> perdeu 0,30 por cento, a 1.526 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento subia a 4,58 por cento no final da tarde.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira, Denise Luna e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host