UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/10/2007 - 08h07

PANORAMA1-Com dólar abaixo de R$1,80, mercado analisa arbitragem

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 19 de outubro (Reuters) - A agenda esvaziada de indicadores desta sexta-feira coloca mais holofotes sobre o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, que participa de um evento sobre a comunicação do banco central com o mercado.

Os comentários de Bernanke estão previstos para 12h (horário de Brasília), com previsão de uma sessão de perguntas e respostas.

Nos últimos dias, dados regionais de atividade mostraram fraqueza e incentivaram a perspectiva de mais cortes do juro nos Estados Unidos em breve.

O mercado brasileiro monitora de perto tais expectativas porque juro menor no exterior estimula operações de arbitragem e sinaliza mais ingressos para o país.

Na véspera, a manutenção da taxa básica brasileira em 11,25 por cento ao ano já fez o dólar escorregar quase 2 por cento e fechar abaixo de 1,80 real.

Em entrevista à Fox Business Network, o megainvestidor Warren Buffett afirmou que sua companhia de seguros e investimentos Berkshire Hathaway <BRKa.N> <BRKb.N> tem comprado reais. No ano, a moeda norte-americana acumula queda de mais de 16 por cento sobre o real.

O petróleo, que atingiu novo recorde acima de 89 dólares por barril em Nova York, também continua no radar dos investidores.

Para ver a agenda desta sexta-feira, clique [nN19224102]

Veja como encerraram os principais mercados na quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,788 real, em baixa de 1,92 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,592 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa subiu 0,11 por cento, a 63.261 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,9 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 2,15 por cento, aos 35.883 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na BM&F. O DI com vencimento em janeiro de 2008 encerrou o pregão a 11,11 por cento ao ano. O DI janeiro de 2009 foi a 11,28 por cento e o DI janeiro de 2010, a 11,34 por cento ao ano.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subiu para 134.500 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,51 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil caía 2 pontos, a 168 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 194 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> teve variação negativa de 0,03 por cento, a 13.888 pontos. O Nasdaq <.IXIC> subiu 0,24 por cento, para 2.799 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> exibiu queda de 0,08 por cento, aos 1.540 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, avançava e o rendimento caía para 4,5 por cento no final da tarde.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione, Rodolfo Barbosa e Angela Bittencourt)

Hospedagem: UOL Host