UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/01/2008 - 08h00

PANORAMA1-Bernanke e mais balanços em Wall St orientam negócios

SÃO PAULO, 17 de janeiro (Reuters) - Uma enxurrada de discursos do Federal Reserve atrai a atenção dos investidores nesta quinta-feira. O próprio chairman do banco central norte-americano, Ben Bernanke, apresenta-se ao comitê orçamentário da Câmara para falar sobre as perspectivas de curto prazo para a economia.

Além dele, os presidentes do Fed de Cleveland, Dallas e Atlanta dão seu recado em eventos separados.

Em outra frente de análise sobre a saúde da maior economia do mundo, os investidores devem esmiuçar o resultado trimestral do Merryll Lynch <MER.N>. Os balanços de outros figurões de Wall Street, como Citigroup e JP Morgan, deixaram claro o impacto da crise imobiliária.

Após o fechamento, a IBM <IBM.N> detalha seus resultados e também pode ser um "termômetro" sobre o ritmo da economia dos EUA.

COMMODITIES E ENERGIA

Após um início de ano com diversas commodities estabelecendo recordes de alta, os principais mercados ganharam um tom de baixa por temores de recessão nos Estados Unidos e também por questões relacionadas aos fundamentos.

Na quarta-feira, os futuros dos grãos negociados em Chicago despencaram. A queda foi alimentada por preocupações com a economia dos EUA e por uma decisão do governo da China de controlar os preços dos alimentos, uma vez que a inflação chinesa atingiu o maior nível em 11 anos.

A decisão da China, maior importador de soja do mundo, é baixista para o mercado de grãos.

O petróleo voltou a ser negociado abaixo de 90 dólares por barril em Nova York, pouco menos de 15 dias depois de estabelecer um novo recorde de 100,09 dólares por barril. Além das preocupações relacionadas aos EUA, pesou sobre os negócios um aumento acima do esperado nos estoques norte-americanos.

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,773 real, em alta de 1,14 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,508 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 1,89 por cento, a 58.777 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros declinou 4,77 por cento, para 33.074 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na BM&F. O DI janeiro de 2009 fechou a 11,99 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 subiu a 12,76 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 135,44 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,26 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, a 235 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 261 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> baixou 0,28 por cento, a 12.466 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 0,95 por cento, para 2.394 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> perdeu 0,56 por cento, aos 1.373 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,72 por cento no final da tarde ante 3,68 por cento na terça-feira.

(Colaboraram Daniela Machado e Roberto Samora; Edição de Vanessa Stelzer)

Hospedagem: UOL Host