UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/02/2008 - 08h25

PANORAMA1-Petróleo recorde e inflação nos EUA assustam mercado

SÃO PAULO, 29 de fevereiro (Reuters) - Um importante indicador de inflação dos Estados Unidos será conhecido nesta sexta-feira, um dia após o petróleo alcançar recorde e o Federal Reserve alertar que está em uma situação mais difícil que em 2001.

A expectativa de analistas ouvidos pela Reuters é de que o núcleo do PCE, contido no relatório de gastos e renda pessoal, mostre alta de 0,3 por cento em janeiro. No mês anterior, o avanço foi de 0,2 por cento.

Em depoimento ao Congresso na véspera, o chairman do Fed, Ben Bernanke, afirmou que o país vai evitar um período de estagflação similar ao dos anos 1970, mas admitiu que a pressão inflacionária global pode complicar o esforço do banco central de reerguer a economia.

COMMODITIES E ENERGIA

O presidente da Vale <VALE5.SA>, Roger Agnelli, recebe jornalistas no Rio de Janeiro para comentar o balanço do quarto trimestre de 2007, divulgado na noite de quinta-feira.

Há expectativa sobre eventuais comentários a respeito das negociações para a aquisição da mineradora anglo-suíça Xstrata. As conversas parecem ter chegado a um impasse, disseram fontes, sobretudo devido aos direitos de comercialização de uma parte da produção da Xstrata, reivindicados pela trading Glencore, que possui 35 por cento da empresa.

O lucro da Vale cresceu 29,4 por cento no quarto trimestre, para 4,4 bilhões de reais, ajudando a maior mineradora do mundo a ter em 2007 o quinto ano de lucro recorde (20 bilhões de reais).

Veja como encerraram os principais ativos na quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,670 real, com variação negativa de 0,06 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 1,7 bilhão de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa encerrou com variação positiva de 0,09 por cento, a 65.555 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,9 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros caiu 0,36 por cento, aos 39.927 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 subiu a 11,77 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 passou a 12,41 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,0 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,4 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 15 pontos, a 255 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 277 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> recuou 0,88 por cento, a 12.582 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 0,94 por cento, para 2.331 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> perdeu 0,89 por cento, aos 1.367 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, avançava e o rendimento caía para 3,69 por cento no final da tarde ante 3,85 por cento na quarta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Por Daniela Machado e Marcelo Teixeira)

Hospedagem: UOL Host