UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/05/2008 - 08h17

PANORAMA1-Agenda mais fraca traz IPC-S e dados nos EUA

SÃO PAULO, 16 de maio (Reuters) - Os principais indicadores da semana já foram divulgados, deixando a agenda desta sexta-feira sem tantas expectativas. Os destaques do dia são o IPC-S no Brasil e a construção de moradias e a confiança do consumidor nos Estados Unidos.

A inflação pelo IPC-S desacelerou a 0,70 por cento na segunda leitura de maio, ante avanço de 0,83 por cento na primeira e previsão de analistas de 0,77 por cento.

Nos Estados Unidos, o início de construção de moradias deve ficar em 940 mil unidades em abril, bem perto da taxa de 947 mil do mês anterior.

A confiança do consumidor da Universidade de Michigan deve cair a 62,0 na leitura preliminar de maio, contra 62,6 por cento em abril.

"A informação mais importante (dentro da confiança) é a das expectativas de inflação para 12 meses à frente. Houve avanços dessas expectativas nos últimos meses, o que deve contribuir para o encerramento do ciclo de flexibilização da política monetária", afirmou a Tendências Consultoria em nota.

Para a agenda de indicadores do dia, clique [nN15304102]

Veja como encerraram os principais mercados na quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,655 real, em queda de 0,48 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,863 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa subiu 2,09 por cento, a 71.492 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,9 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 2,54 por cento, aos 42.954 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2009 recuou a 13,09 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 caiu a 14,34 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subiu para 136,438 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 4,95 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 5 pontos, a 210 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 263 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> subiu 0,73 por cento, a 12.992 pontos. O Nasdaq <.IXIC> valorizou 1,48 por cento, para 2.533 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> teve alta de 1,06 por cento, aos 1.423 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subiu e o rendimento caiu para 3,8 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Reportagem de Vanessa Stelzer, edição de Alberto Alerigi Jr.)

Hospedagem: UOL Host