UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/05/2008 - 17h40

PANORAMA2-Queda em NY e realização de lucros pesam sobre mercado

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 23 de maio (Reuters) - O mau humor externo pesou sobre os negócios no Brasil nesta sexta-feira espremida entre o feriado de Corpus Christi e o final de semana, e os volumes encolheram.

No mercado de câmbio, o dólar chegou a cair frente ao real na primeira etapa da sessão, mas acabou fechando em leve alta. O diz-que-diz sobre o fundo soberano do Brasil deixou investidores mais confusos, segundo operadores.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, sustentou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ordenou a criação do fundo e desmentiu reportagem de que seu lançamento seria suspenso. "O projeto de lei está praticamente pronto e só faltam aspectos jurídicos", disse a jornalistas.

Na Bovespa, o dia foi de perdas para ações de forte peso, como Petrobras <PETR4.SA>, Vale <VALE5.SA> e Embraer <EMBR3.SA>. Algumas delas enfrentaram um movimento de realização de lucros, segundo operadores.

Por outro lado, os papéis da Nossa Caixa <BNCA3.SA> dispararam mais de 30 por cento no primeiro pregão após o Banco do Brasil <BBAS3.SA> anunciar que iniciou conversas para uma possível aquisição da instituição paulista.

Os maiores bancos privados do país se apressaram a defender um leilão para o negócio.

O petróleo, uma das principais fontes de preocupação mundial recentemente, retomou a trajetória de alta.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,661 real, em alta de 0,12 por cento. O volume negociado no segmento interbancário foi de 2,15 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 1,17 por cento, a 71.451 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 0,40 por cento, aos 42.517 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em alta na BM&F. O DI janeiro de 2010 subiu para 14,39 por cento ao ano.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, operava estável no final da tarde, a 136 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 4,99 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil avançava 10 pontos, para 212 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 261 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 1,16 por cento, a 12.479 pontos. O Nasdaq <.IXIC> perdeu 0,81 por cento, a 2.444 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> recuou 1,32 por cento, aos 1.375 pontos.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Reportagem adicional de Aluísio Alves, Fabio Gehrke e Vanessa Stelzer; Edição de Aluísio Alves)

Hospedagem: UOL Host