UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/06/2008 - 17h28

PANORAMA2-Confiança do consumidor nos EUA inquieta bolsas

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 24 de junho (Reuters) - A queda da confiança do consumidor nos Estados Unidos aumentou o pessimismo do mercado nesta terça-feira, atrapalhando as bolsas em uma sessão de expectativa antes da decisão do Federal Reserve sobre o juro.

De acordo com o Conference Board, o humor dos consumidores está no nível mais baixo desde fevereiro de 1992. O índice caiu de 58,1 em maio para 50,4 em junho. Em julho do ano passado, ele estava acima de 110 pontos.

"Sem dúvida, isso complica a vida do Fed", disse Boris Schlossberg, estrategista de câmbio da DailyFX.com, em Nova York. "Se o consumidor nos Estados Unidos está sofrendo, será que o Fed tem mesmo o poder de subir o juro em um momento que parece o começo de uma recessãozinha chata?"

A decisão do Fed será anunciada na tarde de quarta-feira. A maior parte do mercado espera a manutenção do juro básico em 2 por cento, mas há a expectativa de que o comunicado possa trazer referências a um combate mais firme da inflação nas próximas reuniões.

As bolsas em Wall Street fecharam em baixa após o dado. O mercado foi afetado também por um alerta de lucros da companhia de logística UPS <UPS.N>. A queda das ações em Nova York contaminou a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que caiu 0,7 por cento em sessão relativamente volátil.

O dólar também caiu diante do real, refletindo a tendência de longo prazo provocada pela entrada de recursos no país. A moeda, no entanto, mostrou resistência no piso de 1,600 real.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,603 real, em baixa de 0,62 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,913 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa perdeu 0,73 por cento, a 64.167 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 0,44 por cento, aos 39.212 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2009 caiu a 13,20 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 recuou a 14,75 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 132,688 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,42 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 8 pontos, a 207 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 270 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 0,29 por cento, a 11.807 pontos. O Nasdaq <.IXIC> perdeu 0,73 por cento, aos 2.368 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> recuou 0,28 por cento, aos 1.314 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento recuava para 4,09 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Reportagem adicional de Rodolfo Barbosa, Aluísio Alves e Vanessa Stelzer)

Hospedagem: UOL Host