UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/07/2008 - 14h33

Citigroup reduz recomendação de ações da América Latina

NOVA YORK (Reuters) - O Citigroup passou as ações da América Latina de recomendação "neutra" para "abaixo da média do mercado" em sua carteira global de papéis, citando riscos aos lucros das empresas e aumento das taxas de juros na região.

A América Latina foi o mercado emergente com a melhor performance no primeiro semestre de 2008 e também teve desempenho superior às ações mundiais, disse o grupo de estratégia em ações do Citigroup em nota com data de quarta-feira.

Mas agora a valorização das ações da região está alta em relação às médias históricas, afirmou o Citigroup.

O mercado acionário da América Latina atingiu um pico em 19 de maio, apontou um analista do Citi, acrescentando que as avaliações de preço, ainda que altas, estão diminuindo.

Também pesa sobre a região o aumento do custo de capital em dólares. "O custo de capital em dólares para o Brasil cresceu 31 pontos-básicos (em junho), em uma reversão em relação ao último mês, para 6,43%. Enquanto continuou a aumentar no México, com alta de 22 pontos-básicos, para 5,83%."

"A maioria das economias da região está mais ameaçada pelo aumento da inflação, alimentada pelo aumento dos preços de energia e alimentos, do que pela desaceleração econômica."

O Citigroup moveu os mercados emergentes como um todo de "acima da média do mercado" para "neutro".

Já para as regiões do Leste Europeu, Oriente Médio e África, a nota continua em "acima da média".

Hospedagem: UOL Host