UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/07/2008 - 08h03

PANORAMA1-Inflação "oficial" é destaque na volta dos mercados

SÃO PAULO, 10 de julho (Reuters) - A inflação "oficial" do país é o destaque desta quinta-feira, quando os mercados financeiros domésticos retomam os negócios a pleno vapor depois do feriado paulista da Revolução Constitucionalista.

Analistas consultados pela Reuters esperam que o IPCA tenha subido 0,80 por cento em junho, em linha com a taxa de 0,79 por cento vista em maio. Se confirmada a estimativa, será a maior variação do índice no ano.

Entre os economistas ouvidos semanalmente pelo Banco Central, a previsão é de que o IPCA chegue ao final do ano bem perto do teto da meta, em 6,4 por cento.

O grupo classificado como "Top 5", com maior índice de acerto nos prognósticos, vê taxa de 6,6 por cento --já acima do limite do ano.

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 1,68 por cento, aos 35.690 pontos.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 131,87 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,508 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 4 pontos, a 248 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 310 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> despencou 2,08 por cento, a 11.146 pontos. O Nasdaq <.IXIC> desabou 2,60 por cento, para 2.234 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> recuou 2,28 por cento, aos 1.244 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía para 3,82 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Por Daniela Machado; Edição de Cláudia Pires)

Hospedagem: UOL Host