! Ações chinesas sobem após forte queda da véspera e impulsionam Bolsas da Ásia - 01/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/09/2009 - 07h51

Ações chinesas sobem após forte queda da véspera e impulsionam Bolsas da Ásia

Por Susan Fenton

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da China avançaram nesta terça-feira, após despencarem quase 7 por cento na véspera, impulsionadas por dados econômicos otimistas. Contudo, o dólar australiano registrou desvalorização após o banco central do país desapontar expectativas de que adotaria uma política monetária mais apertada.

O índice de XANGAI subiu 0,6 por cento, para 2.683 pontos, depois de registrar o pior desempenho diário desde meados de 2008, em meio a persistentes temores de que o governo está desacelerando os empréstimos bancários para evitar potencial bolha de ativos.


Ações negociadas em outros países asiáticos operaram em território positivo, com investidores monitorando os mercados chineses.

Investidores na China foram motivados por dados que mostraram que a economia do país manteve em alta em agosto, com dois índices do setor manufatureiro subindo para os níveis mais elevados em 16 meses.

"Nós estamos vendo uma melhora no índice do setor manufatureiro consistente com uma economia ainda ganhando força em agosto", disse Glenn Maguire, economista-chefe para Ásia do Société Générale. "Se você olhar para o conjunto global de dados de julho, que foram mais ou menos fortes, a China continua na vanguarda dessa tendência."

O indicador Nikkei, de TÓQUIO, fechou em alta de 0,36 por cento, para 10.530 pontos. O movimento foi incentivado pelo avanço de Xangai, embora os ganhos tenham sido limitados pela firmeza do iene, que pressionou os exportadores.

A moeda japonesa permaneceu perto das máximas em sete semanas observadas na segunda-feira, após a vitória da oposição nas eleições do domingo encerrar meio século de governo quase ininterrupto do partido conservador.

Analistas disseram que o Nikkei, que disparou cerca de 50 por cento frente às mínimas atingidas em março, permanece em tendência de alta.

"O Nikkei em geral continua forte, mas há agitação em relação ao iene e o mercado é vulnerável às más notícias", afirmou Tomomi Yamashita, gerente de fundos da Shinkin Asset Management.

A bolsa de TAIWAN saltou 2,8 por cento no dia, para 7.019 pontos, em meio a resultados positivos do setor de tecnologia.

O mercado de SYDNEY avançou 0,79 por cento, enquanto SEUL subiu 1,96 por cento e CINGAPURA 0,13 por cento. HONG KONG teve oscilação positiva de 0,75 por cento.

Às 7h49 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,9 por cento, para 363 pontos.

O MSCI, como outros importantes indicadores globais, oscilou nas últimas semanas em meio a preocupações de que o rali de seis meses das bolsas ultrapassou os fundamentos econômicos. Entretanto, o índice ainda acumula alta de quase 50 por cento até agora neste ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host