! Bolsas da Ásia sobem por Xangai, Nikkei contraria tendência - 03/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

03/09/2009 - 08h15

Bolsas da Ásia sobem por Xangai, Nikkei contraria tendência

Por Eric Burroughs

HONG KONG, 3 de setembro (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia terminaram em alta nesta quinta feira, conforme um avanço no volátil mercado de Xangai ajudou a impulsionar os demais índices da região, minimizando um começo de mês difícil em meio a preocupações de que a recuperação econômica global está perdendo força.

O declínio acentuado das ações norte-americanas na véspera estimulou alguns temores de que os ativos podem ter atingido a máxima e estão prestes a recuar fortemente após um rali quase ininterrupto de seis meses diante da melhora nos resultados corporativos e na projeção de crescimento.

A queda estável na rentabilidade de bônus governamentais durante o mês passado também foi interpretada como um sinal de preocupação.

Os títulos do governo japonês se mantiveram estáveis, enquanto o ouro permaneceu perto da máxima em três meses alcançada na quarta-feira, após uma pesquisa mostrar que o setor privado dos Estados Unidos fechou mais vagas que o esperado em agosto. A notícia atiçou o nervosismo em relação aos dados oficiais do governo a serem divulgados na sexta-feira.

Os dados deixaram a perspectiva ainda mais nebulosa. Investidores se dividem entre uma recuperação mais rápida que a prevista no setor manufatureiro ao redor do mundo e otimismo no segmento de tecnologia e, por outro lado, novos indícios de que os consumidores norte-americanos ainda não estão gastando.

Sebastien Barbe, economista sênior da Calyon em Hong Kong, afirmou que os investidores nos mercados asiáticos estão muito menos propensos a comprar ativos de maior risco, apesar do fluxo contínuo de dados econômicos relativamente bons.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, cedeu 0,64 por cento, para 10.214 pontos, contrariando o desempenho dos demais mercados da região. O movimento foi conduzido pelas ações da Honda Motor e de outras montadoras, conforme a firmeza do iene incentivou a realização de lucros no setor.

"Estamos numa situação agora onde as expectativas ultrapassaram a realidade durante os dois últimos meses. Isso é apenas um ajuste natural, mesmo que a economia já tenha passado pelo pior", disse Hiroichi Nishi, gerente-geral da divisão de ativos do Nikko Cordial Securities, em Tóquio.

As ações da Fast Retailing avançaram 4,5 por cento, limitando as perdas do indicador, após a fabricante ter dito que quer aumentar as vendas anuais até 2020.

Também na contramão, SYDNEY perdeu 0,19 por cento, enquanto enquanto SEUL fechou praticamente estável, com alta de 0,02 por cento.

A bolsa de TAIWAN ganhou 0,92 por cento, CINGAPURA subiu 1,11 por cento e HONG KONG 1,23 por cento.

O mercado de XANGAI saltou 4,79 por cento, após um importante órgão regulador informar na noite de quarta-feira que o mercado está saudável e prometer mantê-lo estável, o que levou investidores a buscar barganhas depois de um colapso de 22 por cento em agosto.

Às 7h57 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,9 por cento, para 361 pontos, apoiado na firmeza dos mercados de Hong Kong e Xangai.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host