! GM cortará margem de concessionárias e investirá em publicidade - 10/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

10/09/2009 - 15h44

GM cortará margem de concessionárias e investirá em publicidade

Por Kevin Krolicki e Soyoung Kim

DETROIT (Reuters) - A General Motors deve lançar, na próxima semana, uma nova campanha publicitária para oferta de garantia de 60 dias, com devolução de dinheiro, para quem comprar veículos novos, com a participação do presidente do conselho da montadora, Ed Whitacre, nos anúncios, afirmaram fontes com conhecimento dos planos.

Junto com o maior empenho em publicidade, a GM também irá cortar a margem de lucro de suas concessionárias nos Estados Unidos com veículos novos em meio ponto percentual, segundo as fontes, que pediram para não ser identificadas, uma vez que os planos ainda não foram publicamente divulgados.

O chefe de vendas da GM para a América do Norte, Mark LaNeve, vem informando as concessionárias sobre a nova campanha e as mudanças de preço, que foram aprovadas durante a reunião de dois dias do conselho da montadora desta semana, em Detroit, disseram as fontes.

Partes da nova campanha publicitária já foram divulgadas anteriormente, mas não estava claro como a GM iria compensar as dezenas de milhões de dólares que a nova medida deve acrescentar às despesas com publicidade.

LaNeve disse às concessionárias que, embora as mudanças reduzem suas margens, devem esperar um volume maior de vendas em 2010 com a recuperação do mercado norte-americano, especialmente agora que há menos concessionárias da GM.

A GM passou por um processo de concordata acelerado neste ano, desfazendo-se de cerca de 40 por cento de suas concessionárias nos EUA. Ao mesmo tempo, a empresa vendeu as marcas Hummer, Saab e Saturn, além de estar em processo de dissolução da marca Pontiac.

O porta-voz da GM John McDonald afirmou que a montadora mantém o objetivo de mudar suas operações para um número menor de concessionárias, aumentando assim as vendas por loja.

"O importante é ter um corpo de concessionárias com um melhor desempenho, e isso será mantido", disse. "Esperamos que as concessionárias façam sua parte para melhorar a lucratividade".

Uma fonte que recebeu informações sobre o plano afirmou que ele foi visto com ceticismo pelas concessionárias durante uma reunião recente com executivos da GM. "Alguns desses caras se sentem como se não tivessem jogado desde o começo da partida", disse. "Sua reação à conversa de que as vendas aumentarão é'Quantas vezes vocês já não no disseram isso?'".

As vendas da GM caíram 34 por cento no mercado doméstico norte-americano até agosto, e a montadora perdeu quase 2 pontos percentuais de sua participação de mercado, que recuou para 19 por cento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host