! Bolsas da Ásia batem máxima em 2009 após dados dos EUA - 16/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

16/09/2009 - 08h34

Bolsas da Ásia batem máxima em 2009 após dados dos EUA

Por Denny Thomas e Anirban Nag

SYDNEY (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia alcançaram o maior patamar em 2009 nesta quarta-feira, impulsionadas por dados econômicos positivos dos Estados Unidos que incentivaram a compra de ativos mais arriscados.

Commodities também se beneficiaram do otimismo, com o ouro subindo a 1.016 dólares a onça e o petróleo operando brevemente acima dos 71 dólares o barril.

A maior parte dos índices de bolsas da região sustentaram ganhos de 1 por cento ou mais após os fortes dados do varejo norte-americano divulgados na véspera.

A bolsa de SEUL subiu 1,81 por cento, a 1.683 pontos, maior ponto de fechamento em 15 meses. Enquanto isso, a bolsa de Sydney, fortemente atrelada ao desempenho de commodities, cresceu 2,42 por cento, para 4.650 pontos, alcançando maior nível em 11 meses.

"A confiança é fenomenal. Está tudo verde como um jardim na primavera", afirmou Michael Heffernan, estrategista no Autostock Group em Sydney.

"As pessoas estão gradualmente mais confiantes, se comparado com um ano atrás. A confiança e o clima no mercado estão decididamente em alta", acrescentou.

Apesar de Heffernan ter se referido ao mercado de Sydney, sua avaliação parece ser compartilhada por outros operadores de bolsas da região.

O índice MSCI que reúne bolsas de valores da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão operava em alta de 2,6 por cento às 8h10 (horário de Brasília), a 389,43 pontos, maior nível no ano. O indicador acumula valorização de 53,5 por cento desde o início do ano.

Investidores na Ásia resolveram não dar muito peso para a queda de mais de 1 por cento do altamente volátil índice de bolsa de XANGAI. O mercado foi praticamente o único a da região a recuar nesta quarta-feira.

O Nikkei, da bolsa de TÓQUIO, subiu 0,5 por cento, contido em parte por incertezas sobre as políticas econômicas que serão adotadas pelo novo governo.

O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, assume o gabinete na quarta-feira.

Além disso, o Banco do Japão começou nesta quarta-feira reunião de dois dias, mas analistas não têm muitas expectativas dado que a taxa de juros já está perto de zero e autoridades monetárias estão relutantes em seguir adiante com medidas excepcionais.

A bolsa de HONG KONG subiu 2,57 por cento, TAIWAN teve valorização de 1,28 por cento e CINGAPURA exibiu ganho de 1,37 por cento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host