! Temasek reverte perdas e visa aquisições em mercados emergentes - 17/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

17/09/2009 - 12h32

Temasek reverte perdas e visa aquisições em mercados emergentes

Por Neil Chatterjee e Saeed Azhar

CINGAPURA (Reuters) - A Temasek reverteu grande parte das perdas do seu portfólio, com a recuperação recente dos mercados, aliviando o fundo soberano de Cingapura após saques volumosos de bancos de Wall Street. Com isso, a instituição ganha poder de fogo para novos acordos.

A presidente-executiva da Temasek, Ho Ching, disse que qualquer declínio nos mercados pode ser uma oportunidade de compra para a firma de investimentos do governo de Cingapura, com portfólio de 122 bilhões de dólares, que ainda está aberta para comprar instituições financeiras e investir em mercados emergentes.

A Temasek perdeu mais de 4 bilhões de dólares ao vender suas participações no Bank of America e no Barclays. Contudo, o fundo soberano se beneficiou ao investir em emissão de direitos de ações de companhias listadas em seu portfólio, como a Standard Chartered, já que tais investimentos mais que duplicaram até o final de julho.

"Estamos numa posição de capital muito boa", disse Ho na revisão anual da Temasek nesta quinta-feira. "Achamos que há muitas oportunidades (na China e na Índia) no longo prazo."

A revisão mostrou que o portfólio da Temasek despencou 55 bilhões de dólares de Cingapura ou cerca de 30 por cento, para 130 bilhões até o término de março.

O portfólio da Temasek, então, subiu 32 por cento, para 172 bilhões de dólares de Cingapura até o final de julho, e o desempenho de agosto ficou em linha com os índices do mercado, acrescentou Ho.

"Nós acreditamos que a pior fase dos riscos de colapso global ficou para trás", afirmou ela. "Embora haja alguns sinais positivos de crescimento, alguns riscos estruturais ainda permanecem no médio prazo."

A Temasek é o segundo maior fundo soberano de Cingapura depois do Government of Singapore Investment.

A firma de investimento, cujo único acionista é o Ministério de Finanças de Cingapura, informou que o lucro líquido no ano financeiro recuou dois terços, para 6,2 bilhões de dólares de Cingapura. A queda foi provocada por perdas das ações financeiras e menores contribuições dos lucros das companhias listadas em seu potfólio.

O papel dos fundos soberanos ao redor do mundo, que supervisionam quase 3 trilhões de dólares em ativos, mudou de uma fonte principal de capital para bancos ocidentais abatidos no início desta crise para governos transferindo fundos para estabilizar mercados domésticos.

A Temasek informou em sua revisão anual que comprou uma fatia de 19,5 por cento no sul-coreano ENK, fornecedor de cilindros para gás natural comprimido, e de 15,4 por cento na companhia brasileira de serviços petrolíferos San Antonio International.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host