! Produção mundial de aço cai em agosto, China tem recorde - 21/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 13h37

Produção mundial de aço cai em agosto, China tem recorde

LONDRES/SÃO PAULO (Reuters) - A produção mundial de aço bruto caiu 5,5 por cento em agosto em relação ao mesmo período de 2008, para 106,5 milhões de toneladas, informou nesta segunda-feira a Associação Mundial do Aço.

Mas o volume produzido foi maior que em julho, seguindo a tendência de crescimento mensal que vem sendo registrada desde abril, conforme as siderúrgicas mundiais retomam capacidade com incremento de encomendas.

A produção de aço bruto na China, maior país produtor e consumidor do metal no mundo, subiu para um recorde de 52,3 milhões de toneladas em agosto, 22 por cento acima do verificado um ano antes.

A associação representa cerca de 85 por cento dos produtores de aço do mundo.

No Brasil, a produção de aço bruto somou 2,676 milhões de toneladas em agosto crescendo sobre as 2,496 milhões de toneladas em julho. Mas sobre agosto de 2008, houve queda de 15 por cento, segundo a entidade.

Procurado, o Instituto Aço Brasil informou que os números consolidados da entidade para o setor no país, incluindo dados de vendas, devem ser divulgados nos próximos dias.

No acumulado de janeiro a agosto, o Brasil produziu 15,738 milhões de toneladas de aço bruto, volume 34 por cento menor que as 23,8 milhões de toneladas produzidas no mesmo período de 2008.

A produção sul-americana de aço bruto somou 3,580 milhões de toneladas em agosto, de acordo com a associação, uma queda de 19,9 por cento frente a igual período do ano passado.

"Apesar de considerarmos os números divulgados positivos, reiteramos nossa preocupação quanto a uma possível sobre-oferta de aço, visto que a recuperação econômica mundial pode ocorrer de forma mais lenta do que o esperado, postergando uma retomada mais clara da demanda do consumidor final da cadeia do aço e dificultando a absorção integral destes aumentos de produção", afirma a corretora Brascan em relatório.

As ações da Gerdau operavam em alta de 1,36 por cento, Usiminas avançava 0,15 por cento e Companhia Siderúrgica Nacional apontava perda de 0,49 por cento, às 13h34. No mesmo horário, o Ibovespa registrava queda de 0,18 por cento.

(Por Humeyra Pamuk; reportagem adicional de Alberto Alerigi Jr., em São Paulo)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host