! Índice europeu de ações fecha na mínima em 2 semanas por bancos - 24/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

24/09/2009 - 13h13

Índice europeu de ações fecha na mínima em 2 semanas por bancos

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações da Europa fechou em queda nesta quinta-feira, atingindo o menor patamar de fechamento em duas semanas.

O movimento foi conduzido por ações dos setores bancário e de energia, após fracos dados do setor imobiliário dos Estados Unidos e importantes bancos centrais anunciarem que reduzirão alguns recursos de financiamento emergencial.

O índice FTSEurofirst 300, referência das principais bolsas europeias, caiu 1,8 por cento, para 988 pontos, nível mais baixo em mais de duas semanas, após oscilar entre 986 e 1.006 pontos.

O indicador ainda acumula alta de 19 por cento neste ano e saltou 53 por cento desde que alcançou a mínima recorde no início de março, mas se mantém 40 por cento abaixo do pico observado em 2007.

O mercado ficou sob pressão após dados do governo mostrarem que as vendas de moradias usadas nos Estados Unidos caíram inesperadamente em agosto, marcando um pequeno revés à recuperação do mercado imobiliário após um declínio de três anos.

"Os dados de moradias fizeram o mercado cair. Estamos em um território muito comprado e podemos ver vendas generalizadas com qualquer desculpa que o mercado tiver", disse Koen De Leus, economista da KBC Securities.

"Eu não ficaria surpreso se os índices caírem de 5 a 10 por cento nas próximas semanas. Se os dados econômicos continuarem decepcionantes, algo que não acho que acontecerá, então uma perda de mais de 10 por cento não é impossível", acrescentou ele.

Os bancos apresentaram um dos piores desempenhos após o Federal Reserve ter dito que oferecerá aos bancos acesso a financiamentos emergenciais de curto prazo por meio do Term Auction Facility (TAF) ao menos até janeiro. O banco central norte-americano também informou que reduzirá os tamanhos e os vencimentos dos leilões em razão da melhora dos mercados financeiros.

O Banco Central Europeu (BCE) informou que restringirá sua provisão de liquidez em dólar apenas aos financiamentos de uma semana.

Standard Chartered, HSBC, Barclays, Lloyds, Royal Bank of Scotland, BNP Paribas, Société Générale e Credit Agricole recuaram de 0,2 a 2,5 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,17 por cento, a 5.079 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX cedeu 1,7 por cento, para 5.605 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 1,66 por cento, para 3.758 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib declinou 1,23 por cento, para 22.953 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 perdeu 1,33 por cento, para 11.695 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 0,24 por cento, para 8.390 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host