! Bolsas da Ásia sobem impulsionadas por fusões e aquisições - 29/09/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

29/09/2009 - 08h21

Bolsas da Ásia sobem impulsionadas por fusões e aquisições

Por Susan Fenton

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia terminaram em alta nesta terça-feira, puxadas por várias ofertas bilionárias de aquisição no exterior que impulsionaram a confiança na recuperação econômica global.

O iene registrou perdas, após atingir o maior patamar em oito meses na véspera, ajudando exportadores japoneses como a Honda Motor.

A moeda japonesa se desvalorizou após o ministro de Finanças, Hirohisa Fujii, ter dito que a intervenção pode ser uma opção se os movimentos do iene forem irregulares. Contudo, ele reiterou que é errado qualquer país tentar ganhar vantagem competitiva depreciando a própria moeda.

"Se os movimentos são irregulares, existe possibilidade de possamos tomar qualquer medida considerada necessária para o bem do país", afirmou Fujii em uma coletiva de imprensa.

Os futuros dos títulos da dívida do governo japonês recuaram, conforme as ações ganharam terreno.

Entretanto, os ganhos foram limitados por notícias de que a deflação do país se aprofundou no mês passado, com os preços ao consumidor em queda de 2,4 por cento frente ao ano anterior, destacando ainda mais a fraca demanda doméstica.

As bolsas de valores dos Estados Unidos interromperam na véspera sequência de três dias de quedas impulsionadas por atividade de fusão e aquisição que sugere otimismo nas companhias. A Abbot Laboratories anunciou que vai comprar a unidade de medicamentos da Solvay em uma transação de 4,5 bilhões de euros e a Xerox, na maior aquisição da sua história, planeja comprar a Affiliated Computer Services por 6,4 bilhões de dólares em dinheiro e ações.

O indicador Nikkei, da bolsa de TÓQUIO, avançou 0,91 por cento, para 10.100 pontos, com exportadores, como a Kyocera se recuperando com a queda do iene contra o dólar.

Às 8h14 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 1,85 por cento, para 391 pontos.

Ações do setor de tecnologia na Ásia atraíram compras, especialmente em Taiwan, por notícias de que Taipé permitirá que fabricantes de chips terceirizadas e de painéis para telas planas comprem rivais na China.

O mercado de TAIWAN ganhou 2 por cento, para 7.429 pontos, conforme a Taiwan Semiconductor Manufacturing e a UMC, duas maiores fabricantes de chips terceirizadas do mundo, saltaram mais de 4 por cento.

A bolsa de HONG KONG teve oscilação positiva de 2,06 por cento, maior ganho percentual diário em mais de uma semana.

Na contramão, XANGAI cedeu 0,33 por cento, para 2.754 pontos, com a confiança dos investidores ainda abatida por pesadas ofertas de novas ações.

As perspectivas do mercado também se mostram fracas diante de um feriado nacional de oito dias que começa no dia 1o de outubro.

"Com enormes ofertas (de ações) aparecendo nos mercados, incluindo a ChiNext, o índice deve ter espaço para cair mais imediatamente após o feriado", explicou Zheng Weigang, diretor de investimentos da Shanghai Securities. "Os recursos estão sendo desviados de ações existentes."

SYDNEY fechou em alta de 1,62 por cento, enquanto CINGAPURA avançou 1,3 por cento e SEUL 0,87 por cento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host