! Com Mapfre, Banco do Brasil vira vice-líder em seguros - 06/10/2009 - Reuters - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

06/10/2009 - 14h50

Com Mapfre, Banco do Brasil vira vice-líder em seguros

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 6 de outubro (Reuters) - O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou nesta terça-feira a reorganização de suas atividades em seguros, incluindo uma parceria com a espanhola Mapfre para assumir a vice-liderança do setor no país.

Segundo o presidente do BB, Aldemir Bendine, as mudanças refletem o esforço de tornar a fatia do banco no ramo segurador proporcional à sua força no varejo, onde é líder.


"Queremos uma participação de mercado em seguridade condizente com o tamanho do Banco do Brasil", disse Bendine a jornalistas em entrevista para detalhar os termos da reestruturação que passa a reunir operações do banco no segmento sob o guarda-chuva da recém-criada BB Seguros.

Apenas a Companhia de Seguros Aliança do Brasil, 100% do banco estatal, ficará na nova subsidiária BB Aliança.

A parceria com a Mapfre, que deve ser definida em até 60 dias, terá o BB como minoritário. Se confirmada, levará a parceria para a liderança em seguros de pessoas (20% de market share), e vice em ramos elementares (13,9%) e em veículos (15,1%).

A reestruturação envolve também a proposta de compra da fatia da Sul América na Brasilveículos, representada por 60% das ações ordinárias e 30% do capital total. O BB também pode adquirir a participação da Sul América na Brasilsaúde.

De acordo com o vice-presidente de cartões e novos negócios e varejo do BB, Paulo Rogério Caffarelli, no conjunto as medidas anunciadas visam a reduzir o número de sócios do banco em seguros --hoje são sete, passando a cobrar exclusividade dos que pretenderem seguir parceiros.

"O BB não será parceiro de empresas que tenham negócios concomitantes aos nossos", afirmou.

O banco estatal pretende elevar dos atuais 15% para 25% a fatia do ramo segurador nos seus resultados totais nos próximos cinco anos.

Uma segunda fase da reestruturação no setor deve ser anunciada em breve, disse Bendine, que deve implicar em novas parcerias nas áreas de saúde, previdência e capitalização.

Internacionalização
A parceria com a Mapfre no Brasil pode se estender para outras regiões, como América Latina, Estados Unidos, Japão e África, sendo um dos canais da estratégia de internacionalização do BB, disse Bendine.

"A pretensão é nos tornarmos um banco global", disse.

Presente à coletiva de imprensa, o presidente mundial da Mapfre, José Manuel Martínez, classificou o BB como "parceiro ideal" no Brasil e que a parceria pode ajudar a seguradora espanhola, já presente em 45 países, a expandir-se também globalmente.

"Podemos ganhar espaço, principalmente nos lugares onde o BB já tem agências", disse Martínez.

Além do Japão, onde tem uma base de cerca de 150 mil clientes, o BB aguarda aprovação de autoridades regulatórias dos EUA para constituição de um banco de varejo no país.

Em 2009, pela primeira vez na história, os prêmios totais da Mapfre fora da Espanha devem ser superiores aos obtidos em seu país sede.

No Brasil, a parceria visa a ampliar a distribuição dos produtos de Mapfre e BB, tanto pela rede de agências do BB como pelos cerca de 10,6 mil corretores credenciados pela Mapfre.

Segundo as companhias, 80% dos produtos de seguros vendidos no Brasil ocorrem por meio de corretoras. A Mapfre pretende dobrar o número de corretores nos próximos anos.

(Edição de Cesar Bianconi)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host