UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

08/10/2009 - 18h09

Bovespa acumula 70% de alta no ano e apaga perdas de 2008

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Resultados animadores de companhias norte-americanas no início da safra de balanços trimestrais encheram investidores de otimismo e levaram o principal índice brasileiro de ações a praticamente zerar as perdas acumuladas em 2008.

Refletindo o otimismo internacional que levantou Wall Street e os preços das commodities, o Ibovespa avançou 1,79 por cento, marcando 63.759 pontos, estendendo a valorização acumulada em 2009 para 69,8 por cento.

O movimento foi lastreado por um volume financeiro de 7,69 bilhões de reais na sessão.

O estopim para a escalada das ações foram números surpreendentemente positivos da fabricante de alumínio Alcoa e da empresa de bebidas Pepsico no início da temporada de de balanços do terceiro trimestre nos Estados Unidos.

"Cada vez que saem novos indicadores da economia e de empresas, isso realimenta o apetite dos investidores por risco", disse o diretor de renda variável da Capital Gestão de Recursos, Fernando Barbará.

Em Wall Street, o índice Dow Jones teve valorização de 0,63 por cento.

A alta nos preços de matérias-primas como metais e petróleo impulsionou as blue chips domésticas. A ação preferencial da Petrobras ganhou 2,3 por cento, a 35,45 reais, enquanto a da Vale subiu 1,6 por cento, para 38,60 reais.

Paralelamente, setores ligados à economia doméstica, como telefonia e bancário, tiveram um repique, dando ainda mais fôlego ao Ibovespa. Entre as empresas de telecomunicações a que mais brilhou foi Vivo, com um salto de 7,3 por cento, a 49,87 reais.

Segundo profissionais do mercado, a disputa entre a francesa Vivendi e a espanhola Telefónica pelo controle da operadora de telecomunicações GVT fez o investidor enxergar o setor com mais otimismo.

Os bancos seguiram o bom desempenho mundial do segmento e avançaram, liderados por Bradesco, com alta de 2,5 por cento, saindo a 35,55 reais.

Ainda, VCP subiu 3,1 por cento, a 29,90 reais. A Aracruz e a VCP, que juntas constituem a Fibria, anunciaram pela manhã a assinatura de um contrato para venda da unidade Guaíba para a chilena CMPC, por 1,43 bilhão de dólares.

Fora do índice, OGX avançou 6,7 por cento, para 1679,99 reais, ainda reagindo ao anúncio de quarta-feira de que a companhia encontrou petróleo no poço Vesúvio, na Bacia de Campos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host