UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/10/2009 - 18h20

Dow tem máxima em 2009 por otimismo com balanços

Por Angela Moon

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em alta nesta sexta-feira, ampliando o rali de cinco dias, com investidores antecipando notícias positivas sobre importantes resultados corporativos da próxima semana. Comentários otimistas de corretoras impulsionaram ações de tecnologia.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,80 por cento, para 9.864 pontos, maior nível de fechamento do ano. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,72 por cento, para 2.139 pontos. O Standard & Poor's 500 ganhou 0,56 por cento, para 1.071 pontos.

Os papéis da IBM subiram 3 por cento, maior influência positiva do Dow Jones, depois que o Barclays Capital elevou o preço-alvo da empresa de 119 dólares para 140 dólares, e melhorou a avaliação do setor de tecnologia da informação de "neutro" para "positivo".

O Deutsche Bank estimou no final da quinta-feira que as companhias de semicondutores devem anunciar surpresas positivas em seus resultados dos três últimos meses.

O índice de semicondutores Philadelphia cresceu 3,3 por cento, enquanto a Intel, outra componente do Dow Jones, somou 1,5 por cento.

Tanto IBM quanto Intel devem divulgar seus balanços trimestrais na semana que vem.

"O humor está... razoavelmente otimista (com os resultados), o que faz parte do motivo pelo qual temos visto um rali de 3 por cento, 4 por cento nesta semana", disse o estrategista de mercado da D.A. Davidson & Co, Fred Dickson, em Lake Oswego, Oregon.

O avanço ajudou os índices em Wall Street a marcarem o melhor ganho semanal desde meados de julho, interrompendo uma série de duas semanas de perdas. No acumulado semanal, o Dow Jones subiu 4 por cento, enquanto S&P 500 e Nasdaq avançaram 4,5 por cento cada.

O S&P 500 está valorizado 60 por cento frente aos menores níveis de fechamento em 12 anos atingidos no início de março.

Dois acordos de fusões atraíram a atenção de investidores nesta sexta-feira.

A Kimberly-Clark afirmou que planeja adquirir a I-Flow Corp por 324 milhões de dólares, o que fez as ações desta última saltarem 7 por cento no Nasdaq. Os papéis da Kimberly-Clark ganharam 0,3 por cento.

Enquanto isso, o Citigroup concordou em vender seu braço operacional de commodities para a Occidental Petroleum Corp. Citigroup caiu 0,4 por cento, ao mesmo tempo em que Occidental Petroleum recuou 0,7 por cento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host