UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/10/2009 - 08h36

Varejo cai, atacado arrefece e IGP-M desacelera alta

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) perdeu força na abertura de outubro, refletindo uma menor pressão no atacado e uma queda de custos no varejo.

O indicador subiu 0,10 por cento na primeira prévia de outubro, ante alta de 0,28 por cento em igual período de setembro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

O mercado projetava uma alta de 0,15 por cento, de acordo com a mediana de 10 estimativas que ficaram entre deflação de 0,02 por cento e inflação de 0,45 por cento.

Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços por Atacado (IPA) avançou 0,16 por cento agora, ante alta anterior de 0,39 por cento.

O IPA agrícola caiu 1,03 por cento nesta leitura, após subir 0,31 por cento na anterior. O IPA industrial acelerou a alta para 0,55 por cento ante 0,42 por cento.

As principais quedas de preços individuais no atacado vieram de leite in natura, tomate, soja em grão, adubos e fertilizantes compostos e mamão.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve baixa de 0,10 por cento, contra variação positiva de 0,10 por cento.

Os custos do grupo Alimentação registraram declínio de 1,27 por cento na primeira prévia de outubro, após a elevação de 0,39 por cento na primeira de setembro. Já os preços de Vestuário passaram de recuo de 1,19 por cento na leitura anterior para elevação de 1,36 por cento agora.

Os maiores declínios de preços no varejo foram de leite longa vida, tomate, mamão papaia, cenoura e limão.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) aumentou 0,19 na primeira leitura deste mês, contra estabilidade na anterior.

No ano, o IGP-M acumula queda de 1,51 por cento e nos últimos 12 meses, baixa de 1,26 por cento.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host