UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/10/2009 - 13h00

Índice fecha em baixa, bancos e farmacêuticas caem

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações europeias encerrou a terça-feira em baixa, pressionado por queda no setor financeiro e farmacêutico depois que as vendas da Johnson & Johnson desapontaram investidores.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,89 por cento, a 996 pontos.

O indicador, que despencou 45 por cento no ano passado, acumula alta de 20 por cento em 2009 e já avançou 54 por cento desde que atingiu recorde de baixa, em março deste ano.

Ações do setor financeiro estiveram entre as que mais caíram, com Standard Chartered, HSBC, Barclays, Lloyds, Royal Bank of Scotland, Société Générale e Credit Agricole em baixa de 0,3 a 3,1 por cento.

"Você pode ser jogado para os dois lados neste período do ano simplesmente porque parte dos resultados de uma companhia está melhor que o esperado e algumas vezes os resultados têm surpresas negativas", disse Luc Van Hecka, economista-chefe do KBC Securities.

A Johnson & Johnson divulgou receita trimestral abaixo do esperado, enquanto o lucro superou as previsões.

Farmacêuticas também foram pressionadas. AstraZeneca, GlaxoSmithKline, Merck, Novartis, Novo Nordisk, Roche Holding, Sanofi-Aventis e Shire perderam entre 0,2 e 1,1 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,08 por cento, a 5.154 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,19 por cento, para 5.714 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,15 por cento, para 3.801 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib recuou 0,88 por cento, para 23.928 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,2 por cento, para 11.608 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 caiu 1,17 por cento, a 8.739 pontos.

(Por Atul Prakash)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host