UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/10/2009 - 20h11

Embraer tem lucro de R$ 222 milhões no 3º trimestre e reduz meta de entregas

SÃO PAULO (Reuters) - A Embraer, maior fabricante mundial de jatos regionais, teve lucro líquido de 221,9 milhões de reais no terceiro trimestre, resultado inflado pelo lançamento de créditos tributários e que reverte prejuízo de 39,2 milhões de reais um ano atrás.

A fabricante reduziu pela terceira vez sua meta de entregas de aviões para 2009, desta vez de 242 aeronaves para cerca de 232 jatos.

De julho a setembro, a empresa apresentou receita líquida de 2,3 bilhões de reais, abaixo do registrado um ano antes, de 2,6 bilhões de reais, apesar do aumento do número de aeronaves entregues.

A Embraer entregou 57 aviões nos três meses até setembro, acima das 48 unidades de um ano antes. As entregas do último trimestre, porém, incluem 22 unidades do Phenom 100, jato executivo de pequeno porte e um dos mais baratos fabricados pela empresa.

As despesas operacionais e comerciais foram, respectivamente, 17 por cento e 20,5 por cento menores no trimestre na comparação anual, representando uma economia combinada de 86,1 milhões de reais nessas duas linhas do resultado.

A companhia atribuiu o desempenho aos "ajustes iniciados em 2008 nas estruturas de pessoal de todas as áreas e no controle de custos e gastos das mesmas".

Em fevereiro deste ano, a Embraer demitiu mais de 4 mil funcionários, o equivalente a 20 por cento do quadro de empregados, depois que a crise econômica que teve seu pico no fim do ano passado fez companhias aéreas cancelarem e adiarem encomendas de aeronaves.

O lucro líquido do terceiro trimestre foi beneficiado por uma receita com imposto de renda e contribuição social de 95,1 milhões de reais, comparada com despesa de 244 milhões de reais no ano passado. Isso foi possível, segundo a Embraer, graças à alta do real em relação ao dólar sobre estoques, que produziu créditos tributários.

FINANCEIRO MELHORA

A maior parte das vendas da Embraer é destinada ao mercado externo. A valorização da moeda brasileira do ano passado para cá reduziu a receita da companhia em dólares quando convertida em reais. Por outro lado, beneficiou a dívida em moeda estrangeira e, assim, o resultado financeiro.

A empresa teve de julho a setembro resultado financeiro negativo --incluindo variações monetárias e cambiais sobre ativos e passivos-- de 29,7 milhões de reais, melhor do que a despesa financeira líquida de 72,9 milhões de reais há um ano.

A geração de caixa medida pelo Ebitda, contudo, caiu para 264,9 milhões de reais no terceiro trimestre, contra 367,1 milhões de reais no mesmo intervalo de 2008. A margem Ebitda recuou 2,8 pontos percentuais, para 11,4 por cento.

A Embraer terminou setembro com caixa líquido positivo de 96,7 milhões de reais, acima dos 69,7 milhões de reais positivos em junho.

Pelos padrões de contabilidade norte-americanos, a Embraer teve lucro líquido de 57,7 milhões de dólares no terceiro trimestre, estável em relação aos 58 milhões de dólares de igual intervalo de 2008.

O resultado em US Gaap ficou aquém da estimativa média de quatro analistas consultados pela Reuters, que esperavam lucro líquido trimestral de 90 milhões de dólares.

A nova projeção de entregas para este ano inclui 115 aeronaves comerciais, 17 unidades dos jatos executivos Legacy 600 e Lineage 1000 e cerca de 100 unidades do Phenom 100.

(Por Cesar Bianconi)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host