UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 08h00

Bolsas da Ásia fecham no azul à espera de anúncio do Fed

Por Elaine Lies

TÓQUIO (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia terminaram em alta nesta quarta-feira, em meio à cautela com o anúncio sobre taxa de juros do Federal Reserve, mais tarde.

O dólar se manteve abaixo da máxima em um mês frente a uma cesta com as principais moedas, enquanto o petróleo se desvalorizou pela primeira vez em três dias e o ouro recuou após atingir máxima recorde.

O bom desempenho das commodities ajudou a impulsionar ações ligadas a recursos naturais ao redor da Ásia.

A maioria dos investidores está atenta aos anúncios de política monetária a serem feitos pelo Fed, Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra.

O banco central norte-americano, que conclui uma reunião de dois dias nesta quarta-feira, deve manter a taxa básica de juro dos Estados Unidos, mas alguns no mercado se perguntam se a entidade pode abandonar ou alterar sua promessa de manter os juros básicos por um "período prolongado".

"Os olhos estarão em se e como a palavra 'prolongado' será usada no comunicado. Taxas de juro mais altas seriam em geral negativas para as ações", disse Soichiro Monji, estrategista-chefe do Daiwa SB Investments.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, subiu 0,42 por cento, para 9.844 pontos, com a Fast Retailing em alta puxada por um aumento nas vendas das lojas de roupas Uniqlo. Contudo, papéis ligados ao setor de chips perderam terreno depois que o Morgan Stanley reduziu perspectiva sobre o setor de semicondutores dos Estados Unidos para "cautelosa".

O mercado de XANGAI fechou em alta de 0,46 por cento, a 3.128 pontos, perto do maior patamar em três meses, impulsionado por ações de companhias atreladas a metais.

Em HONG KONG houve ganho de 1,76 por cento, com investidores concentrados no segmento bancário e no ouro.

A bolsa de SEUL teve oscilação positiva de 1,94 por cento, revertendo uma série de perdas de seis dias, com o Korean Exchange Bank em valorização após fortes resultados trimestrais.

Os ganhos se espalharam para ações de tecnologia e outros setores próximo do fechamento, embora analistas tenham dito que a recuperação parece em grande parte técnica na ausência de novos sinais das frentes econômica e corporativa.

O indicador de TAIWAN subiu 1,97 por cento, registrando o melhor ganho diário em um mês, conforme ações do setor imobiliário, como as da Farglory avançaram por notícias de que o governo não vai arrecadar impostos mais altos no curto prazo.

CINGAPURA encerrou em alta de 1,03 por cento e SYDNEY de 0,19 por cento.

Às 7h59 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 1,81 por cento, para 391 pontos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host