UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 20h19

Wall Street reduz alta após comunicado do Fed

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os índices Dow Jones e Standard and Poor's 500 tiveram uma modesta alta nesta quarta-feira, devolvendo boa parte dos ganhos vistos ao longo do dia.

O Federal Reserve reiterou sua intenção de manter o juro básico em níveis baixos. No entanto, o comunicado deu a investidores novas razões para impulsionar suas compras.

O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,31 por cento, para 9.802 pontos. O S&P 500 exibiu leve alta de 0,10 por cento, para 1.046 pontos.

O Nasdaq teve queda de 0,09 por cento, para 2.055 pontos.

As ações avançaram logo após o comunicado do Comitê de Mercado Aberto (FOMC), depois que o Fed manteve a taxa básica de juros do país inalterada no intervalo entre zero e 0,25 por cento. Mas o mercado não foi capaz de sustentar esses ganhos e sucumbiu à pressão de venda na última meia hora do pregão, levando o Nasdaq a encerrar levemente em baixa.

"Isso não muda nada. É difícil definir como isso pode ser útil para um viés de alta, embora possa facilmente ter um tom negativo", disse Jordan Posner, gerente de portfólio da Matrix Asset Advisors, em Nova York.

"As boas notícias são mais a falta de algo ruim."

O comunicado do Fed foi um pouco mais positivo que o último relatório de setembro. Porém, foi também mais explícito sobre por que espera manter o juro baixo ao citar "taxas baixas de utilização de recursos, inflação controlada e expectativas de inflação estáveis".

Os papéis de seguradoras de saúde subiram por esperanças de que as reformas do governo do presidente Barack Obama para o setor devam desacelerar depois que os republicanos tiveram algumas importantes vitórias em eleições.

O índice apurado pelo Morgan Stanley que mede o desempenho de companhias de saúde saltou 4,65 por cento, enquanto o índice S&P para o mesmo segmento avançou 1,25 por cento.

(Colaborou Ryan Vlastelica)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host