UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/11/2009 - 11h43

CNI vê recuperação da indústria sem pressão na capacidade

SÃO PAULO, 5 de novembro (Reuters) - Indicadores divulgados nesta quinta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostraram continuidade da recuperação da atividade do setor fabril brasileiro em setembro, mas sem pressionar o uso da capacidade produtiva.

De acordo com o levantamento, o faturamento real cresceu 1 por cento ante agosto, mas o nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) recuou a 79,8 por cento, frente a 80,2 por cento no mês anterior. Os dados consideram ajuste sazonal.

Na comparação com setembro de 2008, o faturamento caiu 4,7 por cento. Naquele mês, a UCI situava-se em 83,0 por cento.

O mercado de trabalho na indústria manteve a trajetória de retomada, com o emprego crescendo pelo segundo mês consecutivo, com alta de 0,2 por cento ante agosto, com ajuste, enquanto as horas trabalhadas aumentaram 0,4 por cento.

A massa salarial subiu 2,7 por cento ante agosto, sem ajuste sazonal, e caiu 3,9 por cento na comparação com setembro do ano passado.

(Por Paula Laier)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host