UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/11/2009 - 08h48

AXA francesa faz oferta de US$10 bi mirando crescimento na Ásia

Por Denny Thomas

SYDNEY (Reuters) - A AXA Asia Pacific rejeitou uma oferta de 10,3 bilhões de dólares de sua controladora AXA SA e da concorrente australiana AMP nesta segunda-feira, em um primeiro obstáculo para as ambições da seguradora francesa de se expandir na Ásia.

A AXA SA, segunda maior seguradora da Europa, deve levantar 3 bilhões de dólares para comprar seus ativos da Ásia em uma operação em duas etapas que deve culminar na venda da AXA Asia Pacific para a AMP. Em seguida, a empresa deve ser dividida em linhas geográficas com a empresa australiana mantendo os ativos na Austrália e Nova Zelândia e vendendo os ativos asiáticos de volta à AXA SA.

Mas os diretores independentes da AXA Asia Pacific rejeitaram a estrutura principal do acordo afirmando que ele "subvalorizava significativamente" a empresa.

A AXA SA tentou comprar as participações minoritárias na AXA Asia Pacific há cinco anos, mas foi rejeitada.

"Eles obviamente queriam ter pelo menos alguns dos ativos da AXA Asia Pacific por algum tempo. Eles queriam ter pago um preço barato antes e provavelmente querem o preço baixo novamente", afirmou Ross Barker, diretor-gerente no Australian Foundation Investment.

As ações da Asia Pacific dispararam 30 por cento com a notícia da oferta, com o mercado apostando que AMP e AXA vão elevar a oferta.

Com a operação, a AMP terá todas as ações da Asia Pacific, incluindo os 53 por cento de participação da controladora, num acordo de 10,3 bilhões de dólares. Depois disso, a companhia venderá ativos asiáticos da AXA Asia Pacific de volta à empresa francesa.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host