UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/11/2009 - 09h29

GM vai começar pagar empréstimo de US$6,7 bi dos EUA--fonte

Por David Lawder

WASHINGTON, 16 de novembro (Reuters) - A General Motors anuncia nesta segunda-feira planos para começar a pagar empréstimos de 6,7 bilhões de dólares ao Tesouro norte-americano até o final do ano. O plano é iniciar os pagamentos via modestas melhoras operacionais, informou uma fonte com conhecimento do assunto.

A GM, que revela nesta segunda-feira o primeiro balanço trimestral após a concordata, vai começar a fazer pagamentos de parcelas trimestrais de 1 bilhão de dólares em 31 de dezembro. Ao mesmo tempo, a montadora vai também começar a pagar um empréstimo de 1,4 bilhão de dólares feito pelo Canadá a um ritmo de 200 milhões de dólares por trimestre.

A GM não precisa fazer qualquer pagamento do empréstimo norte-americano antes do vencimento em julho de 2015, mas vendas de veículos melhores que o esperado vão permitir à empresa começar os pagamentos muito antes que o esperado.

"A razão para a GM estar em uma posição de fazer isso é que eles tiveram uma performance que tem estado modestamente acima do esperado quando a montadora entrou e saiu da concordata", afirmou a fonte.

As vendas de carros da GM caíram menos que o esperado durante o período de concordata de junho a julho. As vendas desde estão, ajudadas em parte pelo programa governamental "cash for clunkers" têm sido melhores que o previsto.

Como resultado, a GM não tem sido forçada a consumir todos os 16 bilhões de dólares em recursos de contribuintes dos EUA fornecidos quando a companhia deixou a concordata. A fonte afirmou que a GM usou apenas cerca de 3 bilhões de dólares desses recursos, que estão em uma conta restrita que não pode ser acessada sem a aprovação do Tesouro dos EUA.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host