UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/11/2009 - 08h42

FMI quer mudança no câmbio global e pressiona sobre yuan

PEQUIM, 17 de novembro (Reuters) - Alcançar uma maior estabilidade cambial global pede que o mundo não conte mais, como tem ocorrido desde o fim do padrão ouro, com uma moeda emitida por um único país, disse o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta terça-feira.

Dominique Strauss-Kahn retierou sua visão de que uma nova moeda global poderia envolver o Direito Especial de Saque (SDR) do organismo.

"Provavelmente teria que ser uma cesta", disse ele sobre o eventual substituto do dólar. "Em um mundo globalizado, não há soluções domésticas."

Ele também reiterou que a China precisa de um yuan mais forte como parte das políticas para ajudar a equilibrar sua economia ao estimular a demanda doméstica.

"Para nós... quanto antes melhor. Quão rapidamente? Vai levar algum tempo. Não é algo que se mude da noite para o dia", afirmou Strauss-Kahn.

(Por Alan Wheatley e Simon Rabinovitch)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host