UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/11/2009 - 14h58

Índice cai com indústria fraca nos EUA

LONDRES, 17 de novembro (Reuters) - As ações europeias encerraram em baixa nesta terça-feira, após na véspera atingirem máxima em 13 meses, com um crescimento menor que o esperado da produção industrial norte-americana abatendo a confiança e pressionando mineradoras e o setor financeiro.

O índice FTSEurofirst 300, que mede o desempenho dos principais papéis do continente, terminou em queda de 0,43 por cento, a 1.030 pontos, após avançar 1,5 por cento na segunda-feira. O indicador acumula agora valorização de 24 por cento em 2009 e de 60 por cento desde que atingiu a mínima recorde em março.

Os bancos estiveram entre os que exibiram as maiores perdas, com Standard Chartered, HSBC, Barclays, BNP Paribas, Société Générale, Credit Agricole e UBS retrocedendo entre 1,2 e 3,6 por cento.

"A força do mercado está diminuindo e o número de ações que levou o mercado para acima está gradualmente caindo", disse Koen De Leus, economista da KBC Securities.

"Agora você não tem nenhum suporte de balanços de companhias. Dessa forma, o mercado está ficando dependente de dados macroeconômicos."

Números do Federal Reserve mostraram que a produção industrial dos Estados Unidos subiu 0,1 por cento em outubro, menos que o esperado, à medida que montadoras reduziram a atividade após o fim do programa de incentivo governamental que estimulou a troca de automóveis antigos por modelos mais econômicos.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,68 por cento, a 5.345 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,45 por cento, para 5.778 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,88 por cento, a 3.829 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,01 por cento, para 23.381 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,23 por cento, a 11.959 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,72 por cento, para 8.517 pontos.

(Por Atul Prakash)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host