UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/11/2009 - 20h24

Índices em Wall Street renovam máximas em 13 meses

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices de ações dos Estados Unidos renovaram as máximas em 13 meses nesta terça-feira. Os comentários positivos de uma corretora sobre uma melhora nas perspectivas para duas componentes do Dow Jones ofuscaram os prognósticos decepcionantes da Target e da Home Depot para a temporada de festas de fim de ano.

O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,29 por cento, para 10.437 pontos. O Nasdaq Composite subiu 0,27 por cento, para 2.203 pontos. O Standard & Poor's 500 teve oscilação positiva de 0,09 por cento, para 1.110 pontos.

Mesmo assim, o tom predominante foi negativo, uma vez que investidores mostraram preocupação com a força da recuperação e do recente rali. Com isso, mais ações caíram do que subiram.

Perspectivas fracas para a importante temporada de festas de final de ano pesaram sobre a psicologia dos investidores, já que os gastos dos consumidores respondem por cerca de dois terços da atividade econômica norte-americana e são um elemento crucial para os lucros corporativos.

"As notícias de varejistas não foram particularmente boas", disse Eric Kuby, vice-presidente de investimento da NorthStar Investment Management, em Chicago. "Parece-me que o principal tempero de hoje foi mais uma vez o questionamento dos participantes do mercado acerca da força da retomada."

Os três principais índices de ações dos EUA iniciaram em baixa, oscilando no decorrer do dia ao redor da estabilidade até a última meia hora de pregão, quando ganhos nos setores de tecnologia e de energia ajudaram a disseminar algum viés de alta.

As ações da Exxon Mobil subiram 0,8 por cento. No segmento varejista, os papéis da Home Depot recuaram 2,4 por cento, ao passo que os da Target cederam 3 por cento. No lado de tecnologia, as ações da Microsoft avançaram 2 por cento.

(Por Ellis Mnyandu)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host