UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/11/2009 - 15h06

Suíça suspeita de "fraude grave" entre clientes do UBS

Por Jason Rhodes

BERNA, Suíça (Reuters) - A maior parte dos milhares de correntistas ricos cujas informações de contas no UBS serão entregues a autoridades dos Estados Unidos é suspeita de ter cometido fraude mais grave que simples evasão fiscal, revelaram autoridades suíças nesta terça-feira.

Os detalhes de contas correntes de cerca de 4.450 pessoas serão entregues para autoridades norte-americanas para encerrar uma disputa que envolve a tradição de segredo bancário do país, segundo um acordo acertado em agosto.

A saga afetou a reputação da Suíça de ser um centro de sigilo bancário e chegou a ameaçar em dado momento o UBS.

O Departamento de Justiça informou que os dados de cerca de 4.200 contas serão entregues com base em suspeita de "fraude avançada e grave". A classificação cobre contas com ativos de pelo menos 1 milhão de francos suíços (986,2 mil dólares) e 100 mil francos em receita média ao longo de pelo menos três anos, informou o Departamento de Justiça da Suíça.

A entrega de informação promete encerrar anos de investigação e de incertezas para o UBS.

A entrega de dados vale para contas mantidas entre 2001 e 2008 por cidadãos norte-americanos residentes nos Estados Unidos.

O país também vai entregar os nomes de cidadãos norte-americanos com contas de empresas offshore no UBS caso eles sejam suspeitos de sonegação ou crimes similares, independentemente do fato de eles residirem nos EUA ou não.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host