UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/11/2009 - 09h15

Clima econômico melhora na América Latina, e Brasil destaca-se no Bric

SÃO PAULO, 19 de novembro (Reuters) - O clima econômico da América Latina melhorou em outubro, e o Brasil foi um dos destaques da região, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com o instituto alemão Ifo, divulgada nesta quinta-feira.

O índice subiu de 4 pontos para 5,2 pontos entre julho e outubro. O número superou a média dos últimos dez anos (de 5,1 pontos) pela primeira vez desde janeiro de 2008.

"O índice, que vinha caindo desde julho de 2007, atingiu, em janeiro de 2009, o menor nível da série histórica iniciada em 1990: 2,9 pontos", afirmou a FGV em nota

O componente de situação atual subiu de 2,6 pontos em julho para 3,3 pontos em outubro. O de expectativas aumentou de 5,4 pontos para 7,0 pontos.

"A situação atual ainda é considerada desfavorável, mas as expectativas melhoram e continuam apontando para um cenário positivo. A região manteve-se, desta forma, na fase de recuperação do ciclo."

"Enquanto a maioria dos países desenvolvidos encontra-se na fase de recuperação do ciclo econômico, com exceção da Rússia, todos os Brics já estão na fase de 'boom'", acrescentou a FGV.

O índice de clima econômico no Brasil foi o maior entre os Brics, ficando em 7,4 pontos em outubro, seguido por Índia, com 7 pontos, e por China, com 6,5 pontos.

O componente de situação atual brasileiro subiu de 4,3 pontos em julho para 6,4 pontos outubro, enquanto o de expectativas aumentou de 6,6 para 8,4 ponto

(Por Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host