UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 12h09

Ciena bate Nokia Siemens e compra parte da Nortel por US$ 769 mi

Tarmo Virki e Anupreeta Das

HELSINQUE/NOVA YORK, 23 de novembro (Reuters) - A Ciena vai adquirir as divisões de redes ópticas e de ethernet para operadoras de telefonia da concordatária Nortel por US$ 769 milhões, depois de derrotar a Nokia Siemens Networks [NSN.UL] em um leilão de três dias.

O acordo vai mais que dobrar o faturamento da Ciena, e levará o mercado a dedicar atenção aos esforços da fabricante norte-americana de equipamento para redes no que tange a integrar suas novas operações e atuar com uma carga de dívida maior.

A Ciena confirmou nesta segunda-feira detalhes sobre a operação revelados no domingo à Reuters por algumas fontes.

O lance vitorioso da Ciena consistiu de US$ 530 milhões em dinheiro e 239 milhões de dólares em títulos conversíveis com rendimento de seis% e vencimento em 2017.

O lance final da rival Nokia Siemens, que formou aliança com a One Equity Partners, um grupo de capital privado, foi "muito próximo" ao da Ciena, disse uma fonte informada sobre o leilão.

Analistas e investidores estão preocupados com a possibilidade de que a aquisição sobrecarregue as operações da Ciena. A companhia terá de digerir um negócio com receitas anuais de US$ 1,36 bilhão, superiores aos US$ 902 milhões de sua receita anual.

A Nokia Siemens, que está lutando para sair do vermelho e enfrenta concorrência agressiva da Huawei, deseja reforçar sua posição na América do Norte. A receita da empresa na região foi apenas 127 milhões de euros (US$ 189,6 milhões) no terceiro trimestre, o equivalente a menos de 5% do total do grupo.

A Nokia Siemens saiu derrotada de leilão semelhante em julho, quando a rival Ericsson, de maior porte, abocanhou os ativos de CDMA da Nortel. A proposta também era parte de seus esforços para reforçar a presença da companhia na América do Norte, um de seus quatro grandes alvos de crescimento, ao lado de Índia, China e Japão.

A Nortel ainda não vendeu ativos relacionados às tecnologias GSM e GSM-R, que podem interessar à Nokia Siemens, de acordo com analistas.
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host