UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/11/2009 - 07h38

Motivos locais e Fed impulsionam bolsas da Ásia

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia encerraram a quarta-feira com leve alta, revertendo as perdas do início do dia, impulsionadas sobretudo por motivos locais.

Também animou os investidores o fato de o Federal Reserve elevar, na véspera, a previsão de crescimento norte-americano em 2010, para uma faixa entre 2,5 e 3,5 por cento, ante projeção anterior de 2,1 a 3,3 por cento.

O índice MSCI da Ásia Pacífico exceto Japão subia 1,12 por cento, para 412 pontos, às 7h33 de Brasília).

Em TÓQUIO, o índice Nikkei fechou com ganho de 0,43 por cento, para 9.441 pontos, depois de ter atingido a mínima em quatro meses durante o pregão.

O desânimo do começo do dia resultou de dúvidas sobre a saúde da segunda maior economia do mundo. Mas no fim, as empresas exportadoras puxaram a alta. A Sony ganhou 2,1 por cento e a Toyota Motor subiu 1,2 por cento.

O mercado de HONG KONG subiu 0,84 por cento, para 22.611 pontos, e em XANGAI houve ganho de 2,07 por cento, para 3.290 pontos.

As bolsas foram impulsionadas por papéis de seguradoras e matérias-primas, em uma busca por pechinchas após as fortes quedas da véspera.

O mercado de SYDNEY subiu 0,79 por cento, a 4.722 pontos, com a alta de ações de bancos e mineradoras, acompanhando a alta das commodities.

Em CINGAPURA, houve elevação de 0,46 por cento, a 2.792 pontos. Na COREIA DO SUL, a bolsa subiu 0,34 por cento, a 1.611 pontos, com os ganhos de empresas de varejo e de chips de memória.

Analistas afirmaram que apesar de neste pregão as bolsas terem conseguido reverter as perdas iniciais em várias praças, não há muito otimismo no mercado.

"O ânimo está fraco. Até o fim do ano, haverá muita realização de lucro. As pessoas estão procurando catalisadores para realizar lucro", disse Peter Lai, diretor do DBS Vickers.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host