UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 11h04

Economia do setor público para pagar juros atinge R$ 13,8 bi em outubro

 

BRASÍLIA, 26 de novembro (Reuters) - A economia do setor público brasileiro para pagar juros da dívida, chamada de superávit primário, atingiu R$ 13,818 bilhões em outubro, ante R$ 18,731 bilhões de igual período do ano passado, informou o Banco Central nesta quinta-feira.

Analistas consultados pela Reuters estimavam resultado positivo de R$ 13,75 bilhões, de acordo com a mediana de 18 projeções -que variavam de R$ 5,5 bilhões a R$ 21,4 bilhões.

  

Todas as esferas do setor público tiveram resultado positivo no mês passado, com destaque para o governo central, com superávit de R$ 11,377 bilhões ante R$ 14,466 bilhões um ano antes.

  

Os dados fiscais divulgados pelo Tesouro Nacional na véspera já sinalizavam uma cifra dessa magnitude, mas o resultado foi construído, principalmente, com ajuda de uma transferência de depósitos judiciais.

  

Os governos regionais tiveram superávit de R$ 2,021 bilhões , frente a R$ 2,839 bilhões em outubro do ano passado. As empresas estatais foram superavitárias em R$ 419 milhões, ante R$ 1,427 bilhão.

  

Os juros apropriados em outubro foram de R$ 14,824 bilhões e, com isso, o país teve déficit nominal de R$ 1,006 bilhão.

  

Em 12 meses encerrados em outubro, o superávit primário foi equivalente a 1% do Produto Interno Bruto (PIB), ante 1,17% do PIB em 12 meses até setembro.

  

A meta para 2009 é equivalente a 2,5% do PIB, saldo que pode cair a até 1,56% do PIB se o governo conseguir abater das contas a totalidade dos gastos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o ano.

  

O BC informou ainda que a dívida líquida total do setor público ficou em 44,8% do PIB em outubro, frente a 45% do PIB no mês anterior.  

 

   (Reportagem de Ray Colitt; Texto de Daniela Machado; Edição de Alexandre Caverni)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host