UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 15h15

Índice europeu tem maior baixa em 7 meses por bancos após Dubai

LONDRES (Reuters) - O principal índice das bolsas europeias teve a maior baixa percentual diária em sete meses nesta quinta-feira, com as preocupações sobre a dívida em Dubai pesando especialmente as ações dos bancos.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 fechou em baixa de 3,21 por cento, a 989,14 pontos --menor nível de fechamento em três semanas.

"As preocupações com Dubai incomodaram o mercado em um momento em que os EUA estão fechados e que nós não temos mais nada vindo de outro lugar", disse Peter Dixon, economista do Commerzbank, referindo-se ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos.

"É um dia em que a incerteza do mercado foi provocada novamente. Eu não acho que isso realmente reflita os fundamentos da economia e do mercado, é só um choque de confiança."

Dubai, cujos projetos de construção extravagantes foram adiados de modo geral desde o início da crise financeira global, informou na quarta-feira que pedirá aos credores das empresas Dubai World e Nakheel para adiar a quitação de uma dívida de bilhões de dólares.

Os bancos foram responsáveis pela maior parte da queda do índice com a preocupação sobre a sua potencial exposição aos problemas com a dívida em Dubai.

As ações do HSBC, Banco Santander, BNP Paribas, Barclays e Credit Suisse tiveram queda de 3,26 a 7,97 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 3,18 por cento, a 5.194 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 3,25 por cento, para 5.614 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 3,41 por cento, para 3.679 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 3,6 por cento, para 21.922 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 2,58 por cento, para 11.657 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 2,1 por cento, para 8.287 pontos.

(Reportagem de Joanne Frearson)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host