UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 09h08

ThyssenKrupp diz que recuperação econômica ainda é frágil

ESSEN, Alemanha, 27 de novembro (Reuters) - A maior produtora alemã de aço, a ThyssenKrupp, divulgou nesta sexta-feira que espera que o crescimento econômico volte ao nível de 2008 antes de 2012.

"Vemos a recente recuperação econômica ainda como frágil e esperamos somente uma lenta melhora", disse o presidente-executivo, Ekkehard Schulz, a repórteres. "Para 2010, o risco de um recuo temporário continua."

A empresa, que constrói novas usinas no Brasil e Estados Unidos, informou que precisa participar mais do crescimento dos mercados emergentes, notadamente no Brasil, China e Índia.

A ArcelorMittal, maior produtora mundial de aço, afirmou no mês passado que deve haver uma melhora gradual em 2010, mas com um ambiente operacional ainda desafiador.

A siderúrgica austríaca Voestalpine informou que todos os setores estão dando sinais de estabilização comparados aos trimestres anteriores apesar dos preços estarem propensos a se manterem voláteis em todas as divisões.

O ThyssenKrupp reiterou sua perspectiva para o ano fiscal até setembro de 2010, com as vendas estáveis e lucro antes de impostos ajustado na casa dos três dígitos de milhões de euros.

Em seus resultados do quarto trimestre publicados em 13 de novembro, o prejuízo antes de impostos para o ano fiscal findo em setembro foi de 2,4 bilhões de euros (3,6 bilhões de dólares).

Dias depois dos resultados, a agência de classificação de risco Standard & Poor reduziu o rating da empresa de BBB- para BB+.

A ThyssenKrupp disse nesta sexta-feira que o impacto direto da decisão da S&P será limitado devido as medidas tomadas no ano fiscal de 2008/09 para assegurar liquidez, o que inclui economias entre 1,5 e 2,0 milhões de euros.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host