UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 17h17

Wall Street termina em queda por preocupações com Dubai

Por Edward Krudy

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores norte-americanas fecharam em baixa na sessão mais curta desta sexta-feira, com a possível moratória de um conglomerado estatal de Dubai ressuscitando preocupações sobre o sistema financeiro global.

Os principais índices de ações, contudo, terminaram distantes das mínimas do dia após o dólar devolver parte dos ganhos iniciais e os preços das commodities ganharem um pouco de fôlego.

"É pelo menos uma indicação nova sobre se os investidores acreditam que isso é uma notícia ruim momentânea ou a ponta de algo realmente ruim", disse Jack Ablin, vice-presidente de investimentos da Harris Private Bank, em Chicago. "Agora mesmo, parece que os investidores estão assumindo uma postura mais otimista."

O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 1,48 por cento, para 10.309 pontos. O Nasdaq caiu 1,73 por cento, a 2.138 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 1,72 por cento, para 1.901 pontos.

No acumulado da semana, o Dow cedeu 0,1 por cento e o Nasdaq depreciou-se 0,4 por cento, enquanto o S&P teve oscilação positiva de 0,01 por cento.

A liquidação de ações foi geral, com as vendas concentradas principalmente nos setores financeiro e de commodities, à medida que investidores reduziram posições em áreas mais sensíveis a incerteza da economia.

Isso golpeou papéis como os da fabricante de alumínio Alcoa, em queda de 2,6 por cento, e os do Bank of America, com recuo de 3 por cento.

Mas após os índices cederam mais de 2 por cento na abertura, a procura por ativos considerados de menor risco diminuiu, o que ajudou os principais mercados acionários dos Estados Unidos a se afastarem de suas mínimas. O dólar, que subiu fortemente com a demanda de investidores pela moeda, interrompeu os ganhos e os preços das commodities se estabilizaram.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host