UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/11/2009 - 17h08

Crise em Dubai não afeta parceria da Vale em alumínio

RIO DE JANEIRO, 28 de novembro (Reuters) - A crise em Dubai não vai afetar a parceria da Vale com a Dubai Aluminium, empresa dos Emirados Árabes que se tornou sócia da mineradora brasileira no Pará em plena crise, em abril deste ano.

Segundo o diretor de Relações com Investidores da Vale, Roberto Castello Branco, nada mudou na parceria que as duas empresas têm na Companhia de Alumina do Pará (CAP), onde a Vale tem 61 por cento do capital (contra os 80 por cento anteriores) e a Dubai possui 19 por cento. A participação restante é da Hydro Aluminium, com 20 por cento.

Participando do 1o Congresso Nacional de Investidores, na qual fez uma palestra sobre infraestrutura, para surpresa dos participantes, Castello Branco afirmou na sessão de respostas que a crise em Dubai não preocupava a companhia.

"Dubai teve um alcance limitado, não temos nenhum acionista em Dubai... isso faz parte do contexto, teve excesso de alavancagem em Dubai e os mercados ficaram mais seletivos", minimizou.

Presente no evento, o analista da Vince Partners Pedro Batista, disse que o impacto da crise de Dubai no Brasil é muito pequeno, devido à falta de exposição direta.

"Estive lá em 2007 e o que me chamou a atenção é que eles investem muito pouco aqui, e isso não mudou, ou seja, uma exposição direta na economia é muito pequena", disse durante a sessão de perguntas.

"O risco de Dubai vem sendo falado há tempos, mas foi bom porque lembrou que tem que se ficar atento ao risco soberano", afirmou. "Diria que é um soluço, mas sempre temos que monitorar bem", concluiu.

(Por Denise Luna; Edição de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host