UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/11/2009 - 15h12

Ações europeias fecham em baixa por preocupações com Dubai

LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam no menor nível em mais de três semanas nesta segunda-feira, com os papéis de companhias ligadas a petróleo entre os que tiveram as maiores quedas. Preocupações acerca da dívida de Dubai continuaram afligindo os mercados acionários globais.

O índice FTSEurofirst 300, que mede o desempenho dos principais papéis do continente, terminou em baixa de 1,29 por cento, a 986 pontos, menor patamar de encerramento desde 4 de novembro.

O indicador acumulou valorização de 1 por cento em novembro e de quase 53 por cento ante a mínima histórica atingida em 9 de março.

O governo de Dubai afirmou nesta segunda-feira que não é responsável pelas dívidas de seu conglomerado, oferecendo pouca transparência sobre um plano para adiar bilhões de dólares em pagamentos de dívidas que têm abalado os mercados mundiais.

O principal índice da bolsa de valores de Dubai despencou 7,3 por cento nesta segunda-feira.

"Não vemos isso como um ponto de retorno. Não estamos tão longe do pico recente", disse Teun Draaisma, estrategista de ações do Morgan Stanley, em Londres.

"A nova onda é crise de dívida soberana, em vez de crises bancárias. Mas, dolorosamente, esse tipo de risco significa que as taxas de juros permanecerão baixas. Nenhum governo em sã consciência dará início a um aperto monetário repentinamente. Achamos que o mercado se valorizará."

As ações do segmento de energia estiveram entre as maiores perdedoras, mesmo com os preços futuros do petróleo ensaiando uma recuperação, sendo negociados acima de 76 dólares o barril após tocarem as mínimas em seis semanas na sessão anterior.

BP, Royal Dutch Shell, BG Group, Total e StatoilHydro cederam entre 1,6 e 2,8 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,05 por cento, a 5.190 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,05 por cento, para 5.625 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,11 por cento, a 3.680 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,25 por cento, para 21.928 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 1,12 por cento, a 11.644 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 1,34 por cento, para 8.253 pontos.

(Por Brian Gorman)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host