UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/01/2010 - 13h28

Casa Branca planeja mais ações para reduzir desemprego, diz assessora

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, planeja criar mais programas de estímulo para reduzir o alto nível de desemprego, disse a assessora econômica da Casa Branca neste domingo. Já cortar o orçamento é um desafio de mais longo prazo, ela acrescentou.

"Estamos ... falando de ações imediatas para acelerar a criação de empregos", disse a diretora do conselho de assessores econômicos da Casa Branca, Christina Romer, à rede CNN. "Não se controla o orçamento com um desemprego de 10 por cento."

A redução do desemprego será uma medida para os eleitores avaliarem o sucesso de Obama nas eleições parlamentares em Novembro e pode determinar, inclusive, o futuro político do presidente.

Outra coisa que preocupa a muitos é o déficit orçamentário que inchou com os gastos realizados para tentar ajudar trabalhadores e empresas a passar pela pior recessão em muitas décadas.

"Temos de fazer alguma coisa", disse Romer. "Há mais ações que achamos que poderão ajudar."

Obama vai se concentrar em melhorar a situação fiscal no longo prazo, disse ela.

Os empregadores norte-americanos inesperadamente cortaram 85 mil vagas em dezembro, segundo dados do governo divulgados na sexta-feira que esfriaram o otimismo sobre a recuperação do mercado de trabalho e mantiveram a pressão sobre Obama.

O dado de novembro foi revisto para melhor, apontando 4 mil contratações ante informação preliminar de 11 mil demissões. Mas houve revisões também em outubro, o que fez com que nesses dois meses a economia tivesse perdido mil empregos a mais que o inicialmente divulgado.

Em dezembro, a taxa de desemprego ficou estável em 10 por cento. Analistas consultados pela Reuters previam estabilidade dos postos de trabalho em dezembro e aumento da taxa de desemprego para 10,1 por cento.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host