UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/01/2010 - 10h25

Produção de minério de ferro da Rio Tinto sobe 49% e surpreende

Por James Regan

SYDNEY (Reuters) - A Rio Tinto, segunda maior mineradora do mundo, ultrapassou as previsões para a produção de minério de ferro, refletindo um salto na demanda por siderúrgicas chinesas e definindo um cenário para negociações flexíveis de contrato.

A produção de minério de ferro saltou 49 por cento no trimestre encerrado em dezembro, motivada principalmente pela China, levando analistas a sugerirem que mineradoras como a Rio Tinto, BHP Billiton e Vale poderiam alcançar grandes preços em 2010 após a retração de 2009.

A Rio Tinto pretende estimular a produção em mais 6 por cento, para 230 milhões de toneladas em 2010, enquanto há intensas expectativas de se chegar 330 milhões dentro de cinco anos, disse a companhia, aproveitando os preços no mercado à vista, que estão acima de 120 por cento desde novembro de 2008.

A BHP Billiton e Fortescue Metals também devem produzir milhões a mais de toneladas em 2010.

A indústria de siderugia da China é a maior consumidora de minério de ferro do mundo e se recusou a assinar em 2009 um corte de preços de 33-44 por cento acordado por outras usinas asiáticas, alegando que mereciam cortes maiores.

As relações com a China, maior parceiro comercial da Austrália, sofreram um desgaste desde julho após a prisão de quatro funcionários da Rio, incluindo o cidadão australiano Stern Hu, em meio a acusões de obtenção ilegal de informações comerciais secretas na negociação de preços.

A Austrália exportou 15 bilhões de dólares em minério de ferro para a China em 2008, ou 41 por cento das importações de minério de ferro da China.

(Reportagem adicional de Bruce Hextall e Narayanan Somasundaram, em Sydney; e Eric Onstad, em Londres)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host