UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 13h38

Indústria reage em dezembro e puxa consumo de gás natural

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consumo de gás natural começou em dezembro a esboçar uma leve reação, após um ano predominantemente em queda, ajudado pela recuperação da atividade industrial.

A demanda, entretanto, segue contida pela redução do uso de usinas termelérmicas no país.

Sem considerar o setor termelétrico, o país consumiu em dezembro 36,5 milhões de metros cúbicos de gás natural, 5 milhões a mais do que em dezembro de 2008.

Incluindo as térmicas --que no ano passado praticamente não foram ligadas devido aos nível elevado dos reservatórios das hidrelétricas--, houve queda de 3,67 por cento contra novembro e de 5,95 por cento em relação a dezembro de 2008.

O consumo pela indústria subiu 23 por cento em dezembro de 2009 na comparação anual, enquanto o consumo de gás pelas térmelétricas despencou 86 por cento.

O setor comercial contribuiu com uma alta no consumo de gás de 5,2 por cento, e a cogeração, com 60 por cento. O segmento automotivo registrou queda de 5,60 por cento e o residencial perdeu 9,11 por cento.

Na comparação dezembro contra novembro, apenas os setores automotivo e comercial tiveram consumo maior, de 3,47 e 0,43 pro cento, respectivamente, enquanto a indústria caiu 5,37 por cento; o consumo residencial, 11 por cento; a geração elétrica, 0,45 por cento; e a cogeração 5,76 por cento.

"A média de crescimento ainda é pequena, mas mostra o potencial deste mercado energético", informou a Abegás em um comunciado.

(Por Denise Luna)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host